Lucas Esmerandino, presidente do PSL/SC na companhia de Comandante Moisés, candidato ao governo do Estado | Foto Divulgação/PSL/SC

Lucas Esmerandino, presidente do PSL/SC na companhia de Comandante Moisés, candidato ao governo do Estado | Foto Divulgação/PSL/SC

A executiva estadual do PSL/SC (Partido Social Liberal) enfatizou nesta quarta-feira (10) que o partido não fará nenhum conchavo político, neste segundo turno de disputa pelo governo do Estado de Santa Catarina. Comandante Moisés (PSL) concorre a governador contra Gelson Merisio (PSD).

De acordo com o presidente estadual do PSL, Lucas Esmeraldino, a sigla deve seguir sua trajetória de mudança em chapa pura.

“Temos a plena certeza que, somente o PSL representa a verdadeira mudança e a negação de velhas práticas. Vejo que, todo apoio é bem-vindo. Porém, não vamos mudar e flexibilizar o projeto do PSL ao governo, que é chapa pura, para transformar em um conglomerado de partidos e amarras políticas”, enfatizou esmeraldino.

Ele completa que dirá não ao “toma lá, dá cá”.

“Nossa coligação é com o povo. Precisamos romper com tudo o que está aí e trilhar um novo caminho, um caminho de real liberdade e prosperidade. Não teremos outra chance. A mudança precisa ser feita de verdade e agora”, concluiu.

Quer receber as notícias no WhatsApp?