A executiva do PSL de Santa Catarina emitiu nota na noite desta quarta-feira (21) a respeito do pedido de expulsão dos deputados estaduais, Ana Caroline Campagnolo e Jessé Lopes.

O pedido teria vindo de integrantes do partido e simpatizantes por conta de "inúmeras publicações, consideradas pelos denunciantes como vexatórias direcionadas ao governador de Santa Catarina Carlos Moisés da Silva, dentre estas contendo charges, comentários, vídeos e outras manifestações de alegada autoria dos deputados do PSL-SC Jessé Lopes e Ana Caroline Campagnolo", descreve a nota.

Na tarde desta quarta-feira (21) o deputado federal Fábio Schiochet (presidente do PSL em SC) participou de reunião para discutir a questão da expulsão com o presidente da executiva nacional do partido Luciano Bivar, em Brasília.

As primeiras informações diziam que a expulsão teria sido solicitada pelo governador, mas na nota emitida na noite desta quarta-feira (21), a executiva do PSL nega que tenha partido de Moisés.

Para oficializar a expulsão dos deputados Ana Caroline Campagnolo e Jessé Lopes, a solicitação é preciso passar pelo Conselho de Ética, ou por uma reunião da executiva do partido.

A assessoria do deputado Fábio Schiochet foi procurada para passar o posicionamento do partido e informou que a questão foi esclarecida por meio de nota.

Confira a nota na íntegra:

 

Veja também:

Alexandre Frota é expulso do PSL após críticas ao presidente Bolsonaro

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger