A Associação da Redeh de Beneficiência Cristã, de Taió, foi a única entidade que se candidatou no edital de concorrência da Prefeitura de Schroeder para gerir integralmente a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas que será instalada no município. A licitação ficou aberta até a semana passada e estava buscando uma entidade hospitalar sem fins lucrativos.

Porém, a associação não apresentou um documento incompleto. Como foi a única participante, a entidade tem até às 16h30 do dia 18 de setembro para apresentar todas as documentações previstas na licitação em novo envelope lacrado.

"A empresa apresentou a Certidão Negativa de Falência e Concordata, mas não apresentou a Certidão Complementar que o próprio documento exige para que o mesmo seja valido", destaca a ata da abertura dos envelopes, da Comissão de Licitação da Prefeitura de Schroeder.

De acordo com o secretário Municipal de Saúde Orlando Tecilla, se tudo correr bem, as obras de transformação interna da área que funcionará a unidade vão começar em, no máximo, 15 dias após o anúncio da empresa que vai gerir o PA.

"Esse tempo vai ser suficiente para conseguirmos transferir o pessoal para outras áreas próximas que estão sendo reformadas. Depois disso, conseguimos adequar o local", afirma.

O prefeito de Schroeder Osvaldo Jurck, destaca que o desejo da administração municipal é que o PA esteja implementado no final de novembro ou início de dezembro, para que as férias coletivas da Prefeitura sejam cobertas pelo Pronto de Atendimento.

Tecilla conta que no final deste ano, com as férias coletivas de 15 ou 20 dias, a Prefeitura precisa montar uma equipe para atender a população no período que os postos ficarão fechados. Porém, se o PA ficar pronto em 2019, não haverá necessidade de uma equipe especial. "O próprio PA já faria esse atendimento, por isso, é importante que ele seja finalizado ainda neste ano", explica o secretário.

Demanda deve diminuir

Atualmente, Schroeder conta com cinco postos de saúde, que, segundo Tecilla, dão cobertura para toda a população e deixam o município sem fila de espera. "Se você não for atendido em um dia, no máximo vai ser atendido no dia seguinte", avalia.

Segundo o prefeito, a nova unidade ajudaria a diminuir o número de pacientes transferidos do município para os hospitais de Jaraguá do Sul, além de atender moradores dos bairros João Pessoa e Santa Luzia por causa da proximidade com Schroeder.

"O posto vai funcionar anexo ao novo PA e o pessoal da ESF (Estratégia Saúde da Família) vai migrar para o novo local", destaca Tecilla.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger