A reunião entre vereadores e representantes do Sintrasem realizada nesta quinta-feira (19) na presidência da Câmara de Vereadores não alterou o quadro do Projeto de Lei 17.484/18, o “Creche e Saúde Já”. Na sessão extraordinária desta sexta-feira (20), o polêmico PL vai à votação e deve ser aprovado com pelo menos 16 votos da base governista. O “Creche e Saúde Já”, que autoriza a prefeitura a contratar Organizações Sociais (OS) para realizar as gestões de 10 novas creches e da UPA do Continente, provocou a greve dos servidores municipais, que paralisaram parcialmente os serviços de educação e saúde e, por 24 horas, os trabalhos de limpeza urbana e recolhimento de lixo por parte da Comcap. Na tarde desta quinta-feira, os servidores realizaram nova assembleia, decidiram pela manutenção do movimento e fizeram passeata pelo centro da Capital, inclusive no entorno da Câmara de Vereadores. Com o indeferimento do pedido de liminar por parte do juiz Marco Aurélio Ghuisi Machado, da 3ª Vara da Fazenda Pública impetrado pelos vereadores de oposição, o trâmite do “Creche e Saúde Já” à votação na tarde desta sexta-feira. A expectativa da oposição, agora, é por um posicionamento do Ministério Público estadual, que está analisando a tramitação e já fez uma recomendação à prefeitura para retirada do PL da Câmara de Vereadores, para que haja um maior debate na sociedade. A prefeitura permanece firme na sua posição, atendeu em parte da recomendação ao apresentar um substituto global e conta como certa a aprovação no plenário da Câmara. LEIA MAIS Vereador protocola pedido de acesso à lista de maiores devedores da Prefeitura Juiz indefere pedido de Mandado de Segurança de vereadores de Florianópolis MP recomenda suspensão de propaganda da prefeitura de Florianópolis Vídeo mostra bate boca entre vereadores na Câmara de Florianópolis Vereadores trocam acusações na Câmara de Florianópolis Projeto polêmico da Prefeitura pode ser aprovado nesta sexta-feira Servidores municipais entram em greve em Florianópolis Comcap adere à greve