Tramita na Câmara de Vereadores de Araranguá, desde a semana passada, um projeto de resolução que impede que os vereadores se abstenham nas votações.

A alteração foi proposta pelo presidente do Legislativo, o vereador Diego Rosa Pires (PDT). “Ao nosso ver, o vereador tem por obrigação votar favoravelmente ou contrariamente, mas, nunca abster-se de votar em determinadas matérias”, justifica o autor da proposta.

Pires também afirma que os vereadores têm tempo hábil para sanar eventuais dúvidas e até mesmo podem apresentar emendas às proposições.

O projeto precisa do voto favorável de oito vereadores para ser aprovado.