Tramita na Câmara de Vereadores de Guaramirim projeto de lei que obriga a implantação de sistema para captação e retenção de águas pluviais coletadas por telhados, coberturas, terraços e pavimentos descobertos em edificações ou construções novas com área igual ou superior a 90 m². O reservatório terá que ter capacidade para armazenar no mínimo 500 litros e as construções já existentes no município terão prazo de dez anos para se enquadrar. O texto, de autoria do vereador Charles Longhi (PMDB), está no Jurídico da Casa e depois passará pelas comissões antes de chegar ao plenário.

Utilização de Cisternas

O uso de cisternas para captação da água da chuva é uma realidade em diversos países e uma tendência que agora começa a ser discutida, ainda que timidamente, no Brasil. Segundo o autor da proposta, a ideia é promover o uso consciente do recurso hídrico, fazendo com que a água da chuva possa ser utilizada para limpeza das residências, dos automóveis, para irrigar jardins, etc... “O custo para tratamento da água é bastante elevado. Meu vizinho, que tem cisterna, reduziu em 50% o uso de água da rede”, disse o parlamentar, que ainda ressalta, na justificativa, a prevenção aos alagamentos como ponto positivo do projeto. “Ajuda também as áreas que sofrem com alagamento, em Guaramirim temos vários pontos, com a captação, a água da chuva vai ficar armazenada”. A ideia é diminuir a velocidade de escoamento das águas pluviais em direção aos rios. Segundo o projeto, para a obtenção de licenças para obras será indispensável o cumprimento das regras propostas. Quer receber as notícias do OCP Online no WhatsApp? Basta clicar aqui

Leia mais

https://ocponline.com.br/prefeitura-finaliza-nova-lei-para-regularizar-food-trucks-itinerantes/ https://ocponline.com.br/weg-recebe-premio-executivo-de-ti-do-ano/