A primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, renunciou ao cargo nesta quinta-feira, 20, após apenas 45 dias de mandato - o mais curto na história do Reino Unido. As informações são da BBC.

Ela superou a marca de 119 dias de George Canning - que ocupou o cargo de 12 de abril de 1827 até sua morte em oito de agosto do mesmo ano.

Truss assumiu o governo do Reino Unido em 6 de setembro, após Boris Johnson renunciar ao cargo.

O anúncio, feito por Truss nos arredores do número 10 de Downing Street, a sede do governo britânico, ocorre em meio a uma crise política e econômica, marcada pela saída de dois ministros em seu curto mandato.

A ministra do Interior do Reino Unido, Suella Braverman, renunciou nesta quarta-feira (19). Antes, no dia 14, o ministro das Finanças, Kwasi Kwarteng, foi demitido.

Kwarteng anunciou a nova política fiscal em 23 de setembro, composta por uma série de cortes de taxas e impostos para alavancar a economia britânica. O plano econômico, que incluía cortes severos de impostos, especialmente para os ricos, sem financiamento do estado, foi seguido por uma queda expressiva da Libra Esterlina e a intervenção estatal para evitar um colapso dos fundos de pensão.