Secretário Argos Burgardt
afirma que recursos próprios
cobrem manutenção e folha | Foto Eduardo Montecino/OCP
Secretário Argos Burgardt afirma que recursos próprios cobrem manutenção e folha | Foto Eduardo Montecino/OCP
Representantes da Administração Municipal de Jaraguá do Sul se reuniram no início da tarde desta sexta-feira (23) com a direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais. Na pauta, o reajuste salarial da categoria.
Com base na inflação do ano de 2017, o secretário da Administração Argos Burgardt apresentou a proposta de reajuste em 2,07%.
Somado ao crescimento vegetativo da folha, que são os  benefícios chamados Triênio e Progressão Funcional (média de 2,6%), o impacto deste reajuste nas despesas de pessoal passa de R$ 13,3 milhões, segundo o secretário.
"O reajuste anunciado só foi possível  devido a diversas ações de economia realizadas pela administração, no ano de 2017. Não existem mais margens, o orçamento está comprometido após diminuição da arrecadação com o ICMS", diz o secretário Argos. 
De acordo com os dados da segunda edição da revista Prestando Contas para a População, em 2017, as despesas de pessoal chegaram a R$ 286.771.050,96, sem contabilizar Issem e Samae.
Segundo o presidente do Sinsep, Luiz Cesar Schorner, a proposta será levada para assembleia da categoria, mas já é considerada insuficiente pela direção do sindicato.
A reivindicação da categoria é de um aumento de 10% para compensar as perdas de 2016, 2017 e até março desse ano. A assembleia está marcada para próxima terça-feira, 18h30, no Sindicato do Vestuário.