A prefeitura municipal de Florianópolis publicou no Diário Oficial do Município o Decreto 18.456/2018 estabelecendo o calendários de feriados para os servidores públicos municipais, colocando fim às folgas estendidas, o famoso feriado emendado. Segundo o prefeito Gean Loureiro a ideia vai ao encontro do que deseja a sociedade. “A intenção de acabar com o ponto facultativo vem ao encontro do que a sociedade deseja, já que a maioria dos trabalhadores comuns não tem direito a este benefício. Com essa medida, serão mais dias úteis de serviço público para atender a população em atendimento na saúde ou na rede de ensino do município, por exemplo.” O privilégio dos servidores público recebia criticas recorrentes da iniciativa privada, que não recebia o mesmo tratamento. Com a decisão, o poder executivo municipal espera dar o mesmo tratamento entre o funcionarismo público e os trabalhadores da iniciativa privada. A decisão se aplica também à Câmara de Vereadores da Capital. O secretário da Administração, Everson Mendes, explica que a decisão visa manter os serviços públicos em plena atividade. "A intenção da Prefeitura é continuar prestando os serviços normalmente. Os valores pagos em tributos precisam ser valorizados, garantindo maior eficiência na gestão pública". Pela decisão, ficam estabelecidos os seguintes feriados em 2018: 30 de março, sexta-feira - Paixão de Cristo (feriado nacional) 21 de abril, sábado - Tiradentes (feriado nacional) 1º de maio, terça-feira - Dia do Trabalho (feriado nacional) 31 de maio, quinta-feira - Corpus Christi (feriado nacional) 7 de setembro, sexta-feira - Independência do Brasil (feriado nacional) 12 de outubro, sexta-feira - Nossa Senhora Aparecida (feriado nacional) 2 de novembro, sexta-feira - Finados (feriado nacional) 15 de novembro, quinta-feira - Proclamação da República (feriado nacional) 25 de dezembro, terça-feira - Natal (feriado nacional) A CDL de Florianópolis comemora medida que tem validade para este ano. O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas na capital, Lidomar Bison, disse nesta terça-feira (27), que a iniciativa do prefeito vai ao encontro do que a população tanto cobra. “O maior contribuinte da máquina pública é o cidadão. Não é justo que nos dias que o setor produtivo está trabalhando, os serviços públicos não estejam no mesmo engajamento para servir a sociedade”.