Foto Divulgação/Blumob
Foto Divulgação/Blumob

A BluMob, empresa responsável por administrar o transporte coletivo de Blumenau, receberá um novo aporte financeiro de R$ 2,5 milhões da Prefeitura. O repasse dos recursos foi autorizado nesta quinta-feira (15) pela Câmara de Vereadores, tendo como objetivo compensar os prejuízos decorrentes do tempo em que o serviço ficou suspenso, além da queda do número de passageiros após a sua retomada - de 100 mil caiu para 27 mil usuários por dia.

Na mensagem de envio do projeto de lei ao Legislativo municipal, o prefeito Mário Hildebrandt (Podemos) sustentou que a medida atende a um pleito da concessionária, avaliado pela agência reguladora (AGIR), bem como a uma determinação judicial.

 

"A opção pelo repasse tem por finalidade evitar a interrupção da prestação do serviço de transporte coletivo, além do aumento exacerbado da tarifa de remuneração do serviço na próxima revisão da equação econômico-financeira do contrato, pois dela excluirá, ao menos em parte, os custos/prejuízos verificados na paralisação do serviço em decorrência das medidas de enfrentamento à pandemia de Covid-19”, justifica.

 

O aporte será transferido a partir de dotação orçamentária da Secretaria Municipal de Educação destinada à compra de alimentação escolar. De acordo com a Prefeitura, em razão da suspensão das aulas presenciais, houve sobra de recursos previstos para esta despesa, "motivo pelo qual não gera nenhum impacto negativo" no orçamento da pasta.

Este é o segundo socorro financeiro prestado à BluMob. Em setembro, o Município já havia acertado o pagamento de um subsídio inicial de R$ 5 milhões para quitar salários atrasados e vale-alimentação dos trabalhadores do transporte coletivo.

Receba as notícias do OCP no seu WhatsApp: