Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

O prefeito de Lauro Muller, Valdir Fontanella foi afastado do cargo de prefeito da cidade por 180 dias. Segundo informações do jornalista Eduardo Madeira, a informação foi confirmada pelo presidente da Câmara de Vereadores, Luciano Leodato.

Na manhã desta segunda-feira, 02, o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), realizou operação no município.

Abaixo você confere na íntegra a nota do Ministério Público:

Na manhã desta segunda-feira, 02 de dezembro de 2019, a Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Jurídicos, juntamente com o Grupo Especial Anticorrupção (GEAC) e o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) do Ministério Público de Santa Catarina deflagraram a Operação Seguindo Rastro visando o cumprimento de mandados judiciais nos municípios de Lauro Müller, Orleans, Criciúma e São José. A investigação apura crimes de fraude a licitações, peculato, corrupção ativa e passiva por agentes públicos e empresários no Município de Lauro Müller.

O esquema investigado está relacionado à contratação de empresas para fornecimento de serviços de horas-máquinas e execução de obras de engenharia pelo Município de Lauro Muller nos últimos três anos. Atendendo a pedido formulado pelo Ministério Público de Santa Catarina, o Tribunal de Justiça determinou o afastamento do Prefeito Municipal de Lauro Muller das suas funções, assim como expediu 09 (nove) mandados de busca e apreensão que estão sendo cumpridos por Promotores de Justiça, Policiais Militares, Civis e Rodoviários Federais nas cidades acima mencionadas. O Instituto Geral de Periciais também acompanha as diligências.