O prefeito de Corupá, João Carlos Gottardi, esteve nesta semana em Florianópolis, onde cumpriu agenda de compromissos nas secretarias de Agricultura do Estado e na da Saúde, além de ter participado de reunião no Tribunal de Justiça de Santa Catarina para negociação de prazos para o pagamento de precatórios do município.

Na Secretaria de Estado da Saúde, o prefeito, o secretário municipal de Saúde, Irineu Pasold, e o presidente do PSD, de Corupá, Fábio Espíndola, participaram de reunião com o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso. O secretário comprometeu-se em repassar R$ 200 mil para a Secretaria de Saúde de Corupá, valor a ser utilizado na pasta. “Sempre somos muito bem recebidos pelo secretário Caropreso e principalmente atendidos em demandas que necessitamos para Corupá”, destacou Gottardi.

O secretário de Saúde de Corupá, Irineu Pasold, solicitou ainda apoio de Caropreso para a realização de cirurgias de catarata, que teve uma fila aumentada depois da realização do mutirão de consultas oftalmológicas no começo do mês. Caropreso disse que pretende auxiliar o município com cerca de 100 a 120 cirurgias.

Já na Secretaria de Estado da Agricultura, Gottardi recebeu um veículo usado que será utilizado por meio de concessão de uso pela Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente de Corupá.

Negociação de precatórios

Também em Florianópolis, o prefeito Gottardi participou de reunião com o juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça de SC Luís Felipe Canever para tratar sobre os precatórios trabalhistas que o município teria de pagar ainda este ano no valor de R$ 480 mil. Segundo Gottardi, estes precatórios eram da administração anterior e tinham de ser quitados ainda este ano. Na reunião também esteve presente o líder do governo na Assembleia Legislativa deputado Darci de Matos e o presidente do PSD de Corupá Fábio Espíndola.

O resultado da reunião é que o município conseguiu parcelar o valor total, sendo que agora serão pagos R$ 170 mil em precatórios trabalhistas esta ano e os R$ 310 mil restantes devem ser parcelados em mais três anos. “Essa negociação nos deu um alívio neste fim de ano em que a Prefeitura tem gastos maiores com pagamento de férias dos servidores e outras despesas das secretarias”, destaca o prefeito.

*Com informações da assessoria de imprensa da Prefeitura de Corupá