Luciano José Buligon, prefeito de Chapecó | Foto Arquivo/Alesc

Luciano José Buligon, prefeito de Chapecó | Foto Arquivo/Alesc

O clima esquentou no PSB (Partido Socialista Brasileiro). A sigla resolveu expulsar do partido o prefeito da cidade de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, Luciano Buligon, após ele manifestar apoio à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL), ao governo Federal.

A expulsão foi divulgada nesta terça-feira (18) em uma nota assinada pelo presidente do PSB Carlos Siqueira.

“A decisão do senhor prefeito de Chapecó, (...) de apoiar o candidato do Partido Social Liberal consiste em iniciativa que afronta à decisão colegiada da máxima do PSB, fato que enseja a expulsão sumária”, diz a nota.

De acordo com o Portal Uol, o prefeito de Chapecó confirmou que recebeu o pedido de expulsão e declarou ao site que “entre minha cidade e o meu partido, minha decisão será sempre em prol da minha cidade”.

Na noite desta terça-feira, o prefeito esteve no Centro de Tradições Gaúcha Quero Quero, de Chapecó  onde reforçou o apoio ao candidato a governador, Gelson Merísio (PSD), e Bolsonaro para presidente do Brasil.

Quer receber as notícias no WhatsApp?