A prefeita Adeliana Dal Pont esteve nesta quarta-feira (9) em Brasília para participar da reunião com o Fórum Parlamentar Catarinense, Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) e Consórcio Autopista Litoral Sul para discutir as obras do Contorno Viário da Grande Florianópolis.

O projeto prevê a construção de uma autoestrada de 50 km, entre Biguaçu e Palhoça, com o objetivo de retirar o trânsito pesado da BR-101, da área urbana de São José. A prefeita cobrou mudanças no projeto do Contorno no trecho que corta o município, além de melhorias nos túneis da BR-101 localizados na cidade.

Adeliana criticou o ritmo das obras, que são de responsabilidade da Autopista Litoral Sul. A previsão inicial era concluir o Contorno em 2012, sendo que esse prazo agora foi prorrogado para 2022. A prefeita lembrou que a Autopista explora o pedágio neste trecho da BR 101 e que a região não aguenta mais esperar.

“Todas as vezes que fomos chamados, nos colocamos a disposição para ajudar. Agora nossa decepção é que achamos que iríamos discutir as novas etapas da obra e não voltar a debater questões que para nós já estavam resolvidas”, assinalou.

A prefeita solicitou ainda alterações no projeto de um túnel, localizado no Alto Forquilhas, que precisa ser alargado para permitir o tráfego de veículos, já que hoje a estrutura permite apenas a passagem de pedestres. Adeliana quer evitar o que ocorreu em São José na duplicação da BR-101.

“Em março de 2013 eu protocolei aqui na ANTT a situação de túnel localizado no meio da cidade de São José (no bairro Kobrasol), a quarta maior de Santa Catarina, que é uma passagem ridícula. Agora em 2018 estou vendo que com o Contorno será igual”, assinalou.

Para Adeliana Dal Pont, São José é o coração da região metropolitana e o município mais impactado pelo atraso das obras do Contorno.

“São José é uma cidade de 100 quilômetros quadrados cortada pela BR 101 e pela Via Expressa. Todo mundo que quer ir para a Capital passa por São José, assim como todo mundo que vai para o Sul do país passa pelo nosso município. O trecho do Contorno em São José não tem nenhum problema para continuar, a Prefeitura não causou nenhuma dificuldade e não aguentamos mais essa indefinição”, afirmou a prefeita.

Durante a reunião, ficou acordada a realização de uma nova reunião, em 30 dias, na Grande Florianópolis, para voltar a discutir o assunto. O objetivo é que a Auto Pista e a ANTT apresentem propostas mais concretas e respostas aos pedidos feitos pelos municípios da região. Além dos prefeitos das cidades envolvidas, o encontro deve ter a participação do Fórum Parlamentar Catarinense e de entidades.

Durante a passagem pela ANTT, Adeliana ainda voltou a pedir melhorias nos túneis da BR 101 que cortam a cidade. Para ela, a prioridade é o túnel do Kobrasol, que só permite o cruzamento em apenas um sentido, além do túnel do Roçado e a passagem de pedestres localizada em frente ao Ceasa.

*Com informações da Prefeitura de São José