Políticos envolvidos em suposto golpe devem ficar inelegíveis, avalia STF

Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

Por: Pedro Leal

22/03/2024 - 17:03 - Atualizada em: 22/03/2024 - 17:21

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) avaliam que todos os políticos que forem condenados no inquérito que apura a suposta tentativa de golpe de Estado devem ter seus mandatos cassados, caso ocupem cargos eletivos, e terão o direito de concorrer suspenso.

Essa determinação, porém, ocorreria somente após o trânsito em julgado, ou seja, após todos os recursos apresentados pela defesa se esgotarem na Justiça.

A informação é do blog de Bela Megale, no Jornal o Globo.

Entre os políticos que estariam nesta situação estão a deputada federal Carla Zambelli e o General Augusto Heleno, que cogitou uma candidatura ao Senado em 2022. Além deles, o grupo envolve ministros e militares investigados,

Jair Bolsonaro e o general Walter Braga Netto já estão inelegíveis desde o ano passado, por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).