2018 promete ser o ano da virada política. Mas para a profecia se concretizar serão necessários a participação e o interesse do eleitor no pleito. O prazo para o cadastramento biométrico encerra no dia 7 de dezembro e, segundo o chefe do Cartório Eleitoral de Jaraguá do Sul, Eduardo Arbigaus, todos os horários de agendamento disponíveis até lá já estão preenchidos. Estão sendo atendidos diariamente 300 eleitores com horário marcado e outros 600 por ordem de chegada. Para esses, ter paciência é fundamental. Pela manhã, a espera tem sido de uma hora e meia a duas horas. No período da parte, com mais atendentes, a fila tem sido mais rápida. Até esta terça-feira, 87 mil eleitores já tinham atualizado o cadastro no município. Arbigaus ressalta que a estimativa é que ao fim da atualização Jaraguá do Sul fique com cerca de 100 mil eleitores contra os 120 mil projetados hoje. “Cerca de 20% dessas pessoas já não são mais eleitores da cidade. Estimamos uma perda de 20%. Foi um movimento sentido, por exemplo, em cidades como Joinville e Blumenau.” Outra informação importante é que embora o mutirão de cadastramento encerre no dia 7 o eleitor terá prazo até o fim de abril para poder regularizar sua situação e votar no pleito do próximo ano. “O risco é a pessoa ter o CPF bloqueado depois do dia 7 até o dia da regularização", explica Arbigaus. Eleitores de Schroeder podem esperar Quem vota em Schroeder e agora pertence a 17ª Zona Eleitoral não precisa se apressar. A biometria não é obrigatória, pelo menos nesse momento, para os moradores da cidade. A intenção da Justiça Eleitoral é ter em 2018 um posto de atendimento em Schroeder a partir do próximo ano. LEIA MAIS: - Mensagem sobre multa de R$ 150 para quem não fizer biometria é falsa, diz TSE