Com a possibilidade de a Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul voltar a discutir o aumento do número de vagas parlamentares, de 11 para 15 ou até 19, os partidos políticos começam a se movimentar nos bastidores. Com resolução do PP já contrária à proposta, o PMDB deve seguir o mesmo caminho. O que significaria o enterro anunciado da proposta que, mesmo nascendo fadada à rejeição, não sai da cabeça e do bolso de alguns vereadores que, entra ano sai ano, ainda tentam emplacar a tese de que os eleitores precisam de maior representatividade. Segundo a presidente do PMDB, Natália Petry, a sigla reúne a executiva no próximo domingo, dia 26, para fechar questão em torno desse projeto e também quanto ao abono natalino, de R$ 600, aos servidores da Casa, que vem sendo negociado no Legislativo. Ainda sem ter conversado com a bancada do partido, Natália adianta ter posicionamento contrário às duas propostas, concentrando as maiores críticas em relação ao aumento do número de vereadores. Como vereadora, ela votou contra o projeto em 2011 e, em 2015, como presidente da Câmara, descartou a possibilidade do tema ser debatido, assim como a concessão de um abono. Além da questão econômica, a presidente do PMDB diz que ter adquirido na própria experiência na Câmara a convicção de que o aumento de cadeiras não traria benefícios à sociedade. “Temos necessidade muito maior de qualificar nossos representantes do que de aumentar o número deles. Vereador é um cargo que exige conhecimento, é pela Câmara que passam todas as autorizações dos atos do Executivo. Mudar o panorama que vivemos no Brasil depende do eleitor fazer suas escolhas de maneira consciente. Os eleitos precisam ter capacidade para desempenhar suas funções, interpretar as leis e propor mudanças. Não se pode votar porque a pessoa é simpática, ou paga cerveja no bar, ou então pensando em benefício próprio”, diz. LEIA MAIS:Plenário | PP fecha questão contra aumento de cadeiras e abono de fim de ano na Câmara de Jaraguá   A saga atrás de recursos
Cumprindo agenda em Brasília, o prefeito Antídio Lunelli, o secretário Argos Burgardt e o gerente de projetos Antônio da Luz participaram de reunião na com o superintendente de negócios da Caixa, Edson Diesel, agendada pelo deputado federal Mauro Mariani. O município pleiteia com o banco um financiamento de R$ 30 milhões, pelo programa Avançar Cidades, do Ministério das Cidades | Foto Divulgação/OCP 
   Melro homenageado O gerente regional da Celesc em Jaraguá do Sul, Luiz de Freitas Melro, foi homenageado pela Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, por indicação do vereador Eugênio Jurtaszek (PP). Melro entrou na Celesc em 1979 e veio para Jaraguá em 1993 com a incumbência de criar uma regional na cidade.   Costura trabalhista O PDT fechou questão em torno do projeto do deputado estadual Gelson Merisio (PSD) para a disputa ao governo em 2018. As últimas conversas para bater o martelo foram conduzidas entre o ex-ministro Manoel Dias (PDT) e o deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT), no gabinete do próprio Merisio. A sigla se junta ao PP e ao PSB, que já firmaram um acordo de intenções. Em Foco A assembleia geral do Sinsep para definir a pauta do próximo ano vai acontecer dia 28. Nesta quarta, a reunião foi restrita aos associados e voltada à previsão orçamentária. *** Neste sábado (25), às 10h, o governador Raimundo Colombo inaugura as obras de melhorias na SC-110. O investimento na chamada Serra de Pomerode foi de mais de R$ 13 milhões. A reivindicação era antiga, um dos personagens políticos que mais cobrou a obra na rodovia foi Jaime Negherbon, ainda na legislatura de 2009. *** Depois da inauguração, às 11h, Colombo fará uma palestra na Sociedade Recreativa Aliança. Falará sobre o momento econômico e as conquistas de Santa Catarina. *** Em Jaraguá do Sul, a segunda-feira foi anunciada como data para assinatura da ordem de serviço para obra de pavimentação asfáltica, drenagem e calçadas do acesso e do estacionamento do entorno da Arena, com área de mais de 6,9 mil metros quadrados. A vencedora do processo licitatório, a Conpla Construções e Planejamento, foi habilitada com o valor de R$ 387.262,12. *** Indicação do vereador Hélio Heineck (PMDB), para que a rede municipal de educação de Guaramirim siga o modelo adotado pelo Estado e realize eleição com voto direto para escolha dos diretores de escolas, foi aprovada por unanimidade. Heineck deve conversar com o prefeito Luís Antônio Chiodini (PMDB) sobre a possibilidade. *** Pedido de informação apresentado pelo vereador Osni Bylaardt (PMDB) requer ao Executivo um relatório discriminando individualmente quanto a atual administração gastou em obras que não foram concluídas pela administração anterior e que já foram inauguradas. Outro relatório solicitado pede que sejam discriminadas quais obras foram deixadas pela administração anterior para serem concluídas.