A palestra do presidente da rede de observatórios sociais no Brasil, Ney da Nóbrega Ribas, nesta terça-feira (12), marcará o primeiro passo para criação do projeto em Jaraguá do Sul. O município será o 25º de Santa Catarina a ter a estrutura. Entre os trabalhos realizados pelo Observatório Social estão o acompanhamento de licitações e processos, tanto da Prefeitura quanto da Câmara de Vereadores, a orientação a empresas e comércios da cidade para que eles possam participar das concorrências públicas e também a educação da comunidade. Segundo o ex-tucano Wilson Bruch, entidades como a Acijs, CDL, OAB, Maçonaria, Igreja Católica, Lions, Rotary e associações de engenheiros, arquitetos e dos dentistas já manifestaram interesse em apoiar a iniciativa, que funciona através de doações de recursos e trabalho de voluntários. A partir de janeiro, o grupo formalizará o CNPJ do Observatório Social de Jaraguá do Sul e montará um escritório para dar início à atuação. A assessoria será prestada pela rede nacional, criada no início dos anos 2000 depois de um escândalo de corrupção descoberto em Maringá. Transparência e qualidade na aplicação dos recursos são metas perseguidas pelos observatórios. Para Bruch, o conceito mais importante que se deve ter em mente é que quem manda no país, estado e município é a população. “Os políticos são nossos empregados, temos que exigir boa atuação deles e qualidade nos serviços públicos. A própria Constituição prevê que o poder é do povo. Mas a sociedade tem que se interessar e participar se quer mesmo um país diferente”, defende. MAIS SEGURANÇA  Das câmeras de monitoramento adquiridas pela Prefeitura, 25 serão instaladas no pátio do Centro Administrativo e outras 25 no pátio de Obras. As outras 11 serão divididas entre o Parque de Eventos e o Arquivo Histórico. O investimento é de R$ 74 mil e o objetivo é aumentar a segurança, já que episódios de furto têm crescido. GOVERNO PEDE PRESSÃO Em ato público na sexta-feira (8), o presidente Michel Temer (PMDB) pediu que os empresários liguem para os deputados federais pedindo apoio à Reforma da Previdência. A votação está prevista para acontecer na Câmara dos Deputados entre quinta e sexta-feira desta semana. Entre os catarinenses, a matéria gera polêmica. O próprio presidente do PMDB, Mauro Mariani, tem sinalizado contrariedade. PLANOS ALINHADOS  Chefe de gabinete Emanuela Wolff (PMDB), vice-prefeito Udo Wagner (PP) e diretor de projetos Domingos Zancanaro em reunião alinhando metas para 2018. Além do foco nos projetos para obras, Zancanaro, que teve papel importante na Prefeitura de Florianópolis no governo de Angela Amin (PP), levanta alternativas para tornar Jaraguá do Sul mais atrativa. Uma das sugestões dele é fortalecer ainda mais o potencial gastronômico da cidade. Na Schützenfest, por exemplo, Zancanaro acredita que um concurso de melhor chef pode ser uma boa.
Chefe de gabinete Emanuela Wolff (PMDB), vice-prefeito Udo Wagner (PP) e diretor de projetos Domingos Zancanaro | Foto Divulgação/OCP
TIPO EXPORTAÇÃO  Domingos Zancanaro veio para Jaraguá do Sul por intermédio do vice-prefeito Udo Wagner. Ele foi um dos idealizadores do projeto que transformou Florianópolis na capital da ostra e do marisco em uma época em que ninguém se interessava pelos moluscos. Hoje, além do destaque gastronômico que Florianópolis conseguiu e da movimentação econômica que envolve desde os pescadores, a abertura do mercado internacional impressiona. A capital do estado exporta ostras e mariscos para o mundo todo. EM FOCO  - A coluna errou na coluna de sexta-feira (8). Os servidores de Jaraguá do Sul trabalham até o dia 22 de dezembro e depois inicia o recesso, que vai até o dia 31. As férias começam a contar no dia 2 de janeiro. - Para acabar com o recesso, que está previsto no Estatuto do Servidor, o governo irá mandar um projeto de Lei Complementar à Câmara. - Nesta segunda-feira (11), o presidente da Câmara de Vereadores, Pedro Garcia (PMDB), fará coletiva para apresentar o balanço das atividades legislativas no ano. - Paulo Bauer (PSDB) subiu à tribuna do Senado para cobrar o andamento das obras de duplicação da BR-280. Chamou a atenção para o fato do processo ter sido anunciado há nove anos e meio, pela então ministra Ideli Salvati, mas que, até hoje, mal chegou aos 30% de andamento. - O senador Dario Berger (PMDB), que acompanhava o discurso no plenário, recebeu um apelo de Bauer. O peemedebista, que preside a Comissão Mista de Orçamento, ganhou um pedido de ação para aumentar os recursos no Orçamento da União para a 280. - Legislando em causa própria? Vereadores proprietários de terrenos têm articulado nos bastidores contra a revisão da planta de valores de imóveis, especialmente no que toca a terrenos baldios. - O vereador Marcelindo Gruner (PTB) comemorou a abertura do Pronto Atendimento Adulto do Hospital e Maternidade Jaraguá. O vereador parabenizou a instituição pela inauguração da ala que funcionará 24 horas por dia.