Assinatura de um financiamento de R$ 20 milhões com o Badesc para obras de pavimentação em cerca de 30 ruas em ato que terá a presença do governador Raimundo Colombo (PSD). Abertura da Schützenfest. Início de mais uma etapa de pavimentação no Morro do Boa Vista. Essa é a agenda principal do staff do prefeito Antídio Lunelli para semana. Uma agenda positiva que será aproveitada politicamente. Os R$ 20 milhões, articulados pelo secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Carlos Chiodini, vão fazer com que o governo consiga colocar o bloco na rua em meio à crise econômica e a uma onda de ajustes. Concentrado na tarefa se reorganizar a máquina administrativamente e promover reformas um tanto quanto impopulares, pelo menos para parcela da população atingida, como o corte aos servidores, o protesto de título e agora a atualização da planta de valores dos imóveis, Lunelli vinha dizendo que outra prioridade era buscar verba para atender as demandas da comunidade. Nas entrelinhas, o governo sabe que a população espera mais que um esforço administrativo. O dinheiro chega em boa hora e traz alívio. O projeto já passou pela Câmara de Vereadores, ou seja, não haverá tempo para picuinhas políticas. Na Schützenfest, o desafio é manter o estilo familiar e tradicional da festa que é a cara de Jaraguá do Sul. Reformulada na gestão de Dieter Janssen, a Festa dos Atiradores mudou de data, conseguiu se pagar, deu espaço para as cervejarias artesanais da cidade, aumentou o setor gastronômico e o conceito agradou. Reconhecendo tudo isso, a equipe de Lunelli trabalha para nos detalhes fazer o evento ainda melhor. Acertou em não gastar energia querendo anular o avanço promovido pela gestão anterior, prática, infelizmente, comum na política. O início de mais uma etapa de pavimentação do Boa Vista está marcado para sábado fechando a semana de boas notícias.   A obra será realizada pela Infrasul em 2.350 metros de via, a partir da Igreja São Benedito até a Fazenda Spézia, onde o pavimento já liga à Chiesetta Alpina. O recurso, de R$ 958 mil, veio de emenda do deputado federal Mauro Mariani (PMDB), que deve participar do ato. O trecho a ser concretado já foi preparado pela Secretaria de Obras. O prazo para a conclusão é de 120 dias. Findada a obra, todo o acesso à Chiesetta estará pavimentado.   Decisão partidária Retornando à Câmara hoje depois de 15 dias de licença, Marcelindo Gruner (PTB) questiona nota da coluna em que foi criticado por estar no primeiro ano de mandato como vereador e já postular uma pré-candidatura à Assembleia Legislativa. Segundo Marcelindo, essa foi uma decisão tomada pela executiva estadual da sigla, que acredita que possa fazer um deputado estadual com cerca de 15 mil votos. “Meu foco é trabalhar para fazer um bom mandato como vereador. Se mais para frente se definir pela candidatura, é outra coisa”.   Despedida no meio político
Foto Divulgação/OCP
O ex-vereador e ex-presidente da Câmara de Vereadores de Guaramirim, Valeriano Devigilli, pai do vice-prefeito Osvaldo Devigilli, faleceu no último domingo. Ele foi velado ontem na Câmara, recebendo muitas homenagens do meio político e fora dele. Segundo informações da assessoria de imprensa do Legislativo, Valeriano Devigilli tinha 82 anos, foi vereador em quatro legislaturas, de 1977 a 1996. Presidente da Câmara nos anos de 1997, 1991 e 1996. Ele morreu em casa, de causas naturais. LEIA MAIS:Morre Valeriano Devigilli, ex-vereador e pai do atual vice-prefeito de Guaramirim   Costuras para 2018 De olho em 2018, os partidos continuam se movimentando. Em Santa Catarina, o PSD trata de arrebanhar o maior número possível de aliados, para ganhar tempo no horário eleitoral e ter força para duelar com a máquina do PMDB. Pré-candidato, o deputado Gelson Merísio já articulou apoio do PP, do PSB, do PROS, do Solidariedade, do PRB, do PV e do PSC. As conversas estão adiantadas também com o PDT, com tratativas sendo feitas não só em nível estadual, mas também no âmbito nacional, diretamente com o pré-candidato à presidência da República, Ciro Gomes. Intolerância às diferenças Reportagem especial do Congresso em Foco revelou que, em cinco anos, as denúncias de discriminação por motivo religioso no Brasil cresceram 4.960%. Foram de 15, em 2011, para 759, em 2016, de acordo com os dados do Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH). As religiões de origem africanas foram as mais afetadas. Segundo relatório da Pew Foundation, nessa onda de intolerância, o Brasil deixou de ser um dos países mais populosos com menor taxa de hostilidade social por motivações religiosas, para um dos países com maior taxa. Acabou a tolerância Prefeito Antídio Lunelli (PMDB) demitiu um servidor comissionado da Secretaria de Administração que faltou a uma reunião agendada com a comunidade. O recado aos que ficaram foi claro: acabou a tolerância, de agora em diante, comprometimento e eficiência serão cobrados em dobro dos ocupantes de cargos políticos. Pavimentação entre Jaraguá e Guaramirim A Prefeitura de Guaramirim corre atrás de verba para pavimentar um trecho de mais de três quilômetros da rua Izídio Carlos Peixer, que liga o município a Jaraguá do Sul pela Ilha da Figueira. O plano é implantar também no local calçadas e ciclovia. A obra, prevista para 2018, segundo o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Urbano, Jiuvani Assing, deve custar cerca de R$ 900 mil, mas grande parte do valor está assegurado. Em torno de R$ 600 mil serão encaminhados pelo deputado estadual licenciado Carlos Chiodini. O restante, afirma Assing, deve ser bancado com parte dos recursos do Fundam 2. Serviço voluntário Sanção do prefeito de Guaramirim, Luís Antônio Chiodini (PP), ao projeto de lei que regulamenta o serviço voluntário na Prefeitura foi publicada no Diário Oficial. Pela legislação, estudantes e profissionais de diferentes áreas poderão dar sua contribuição ao poder público. A jornada de trabalho será de no mínimo dez e no máximo vinte horas semanais. Dívida com a Amvali A Prefeitura de Guaramirim pagará em 40 vezes o débito de R$ 71 mil que tem com a Amvali. A dívida é referente às mensalidades de setembro, outubro, novembro e dezembro de 2012. Agenda em Brasília Prefeito de Corupá, João Carlos Gottardi (PP), cumpre agenda em Brasília nesta semana. Hoje, terá encontro no Ministério do Turismo e na embaixada da Alemanha, onde vai tratar da possibilidade da capital da banana ter uma cidade irmã no país europeu, para desenvolver projetos culturais e econômicos em parceria, e também para fazer balanço do projeto que há um ano implantou alemão na rede pública.  Na quarta-feira, Gottardi participa com integrantes da Asbanco de reunião no Ministério da Agricultura, deve apresentar uma pauta de interesse dos produtores. Depois, conversas com integrantes da bancada catarinense em busca de recursos.