Começa hoje o período das convenções partidárias, que seguem até o dia 5 de agosto. Dentro do prazo de duas semanas, os partidos políticos devem se organizar para discutir e definir em convenção os candidatos ao pleito municipal deste ano. Nesse período, as siglas também batem o martelo a respeito das possíveis coligações, tanto na disputa majoritária, quanto na proporcional. Em Jaraguá do Sul, os presidentes dos principais partidos do município, incluindo os que já apresentaram pré-candidatos a prefeito, informaram que as convenções deverão ocorrer entre o dia 30 de julho a início de agosto. A partir de hoje e até o fim desta semana, PMDB, PP, PSDB, DEM e PT terão reuniões para definir a data da convenção, apresentar a situação das negociações para eventuais alianças com outras siglas e também para definir os rumos das legendas nas eleições. O PSDC, PSD e PSB pré-definiram as convenções para o dia 30 de julho. Entre os oito partidos consultados, todos afirmam que as negociações para coligações na disputa majoritária – para os cargos de prefeito e vice – ainda estão ocorrendo, porém, alguns adiantam posicionamento mais alinhado. A presidente do PSDB, Marcia Alberton, informou que o partido tem interesse na disputa e discute formar uma chapa com o PSDB e PP, desde que a sigla garanta o pré-candidato – no momento o ex-prefeito Irineu Pasold – para concorrer ao cargo de prefeito ou vice. Se não houver entendimento, a presidente sinalizou que o partido pode buscar outros partidos. O presidente do PP, Ademir Izidoro, disse que a sigla está fechada com o DEM na coligação para a proporcional. Na majoritária, a legenda espera manifestação do prefeito Dieter Janssen a respeito da candidatura à reeleição. No DEM, o presidente Ademar Possamai disse que não há definição quanto às alianças, mas confirmou que há conversa adiantada com o PP e outros partidos da coligação que elegeu Dieter, como o PR. No entanto, Possamai afirmou que, caso o prefeito decida concorrer, o DEM apoiará a candidatura. No PSB, o presidente do partido e também pré-candidato a prefeito Ivo Konell disse que a legenda está muito próxima do PSDC na majoritária. Segundo Konell, o cenário mais provável é a definição de seu nome como cabeça de chapa, formando dupla com o pré-candidato do PSDC, o radialista Junqueira Junior. Outra hipótese, menos possível, ainda de acordo com o presidente, seria a indicação do pré-candidato do PSD, Jair Pedri, para a posição de vice na chapa. O presidente do PMDB, Carlos Chiodini, declarou que uma reunião no fim de semana irá definir a data para a convenção, que deve acontecer no início de agosto. Com o nome do empresário Antídio Lunelli como pré-candidato a prefeito, o partido ainda não tem alinhamento definido para disputa na majoritária. Menos candidatos a vereador. Neste ano, por conta de resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os partidos e coligações não poderão indicar mais do que 150% do número de vagas a preencher na Câmara de Vereadores, o que significa que em Jaraguá do Sul, partidos e coligações poderão indicar até 17 candidatos. Antes da reforma, em caso de coligações, havia a possibilidade de indicar até 200% do número de vagas na Câmara, ou seja, até 22 candidatos. Além disso, as siglas e composições deverão respeitar a cota de participação feminina, indicando 11 homens e seis mulheres. Com as mudanças, os partidos estão se organizando para completar a nominata de candidatos a vereador, sendo que a principal dificuldade relatada pelos partidos consultados está na indicação de mulheres para atingir a cota. Conforme os presidentes, as legendas deverão formar as coligações na disputa proporcional como forma de conseguir completar as indicações e avaliando a densidade eleitoral dos nomes. Contudo, o PMDB e o PSD afirmaram que sairão de chapa pura na proporcional. Já o PSDB comentou que também tem possibilidade de não formar coligação na disputa a vereador, mas que tudo ainda será definido. Da mesma forma, o PT também irá avaliar a formação de possíveis alianças, tanto na disputa proporcional, quanto na majoritária. Segundo o pré-candidato da legenda a prefeito, Luiz Carlos Ortiz Primo, o partido realiza amanhã uma plenária para discutir os rumos e diretrizes do PT nas eleições deste ano. pagina-5