O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou nesta quinta-feira a permissão para os partidos usarem recursos do Fundo Partidário para as campanhas eleitorais. A possibilidade já estava prevista em lei, mas com a aprovação no passado do Fundo Eleitoral público criado especificamente para as campanhas, o uso de verba do fundo posto em dúvida. Conforme orçamento da União para 2018, R$ 888,7 milhões estão reservados para o Fundo Partidário, e R$ 1,7 bilhão para o Fundo Eleitoral. O pré-candidato à presidência da República, João Amoedo, do Partido Novo, voltou a manifestar decisão do partido de não utilizar nem recursos do fundo eleitoral, nem do partidário. Cerca de R$ 2,7 milhões do Fundo Partidário, segundo dados do TSE, estariam parados na conta da sigla. Leia mais: https://ocponline.com.br/ananias-cipriano-estreia-como-novo-colunista-de-politica-da-rede-ocp-news/ https://ocponline.com.br/vereadores-pedem-melhorias-no-transito/