O grupo Havan anunciou nesta segunda-feira (13), por meio de sua assessoria de imprensa, que foi uma das primeiras empresas a utilizar a Medida Provisória 936/2020, do governo federal, que permite a suspensão do contrato de trabalho de por até 60 dias.

Foi negociada a suspensão temporária dos contratos de 11 mil dos 22 mil colaboradores empregados pela rede de lojas de departamento. Alguns entraram em férias e outros estão trabalhando em home-office.

“Estamos fazendo tudo que é possível para manter os empregos. É primordial que as empresas trabalhem nesse sentindo. Somente assim, conseguiremos atravessar esse período de dificuldades, mantendo os empregos e a renda dos colaboradores”, declarou o proprietário das lojas Havan Luciano Hang.

Nesse período, os funcionários continuam recebendo os benefícios que cabem a empresa pagar e o governo faz o depósito do salário. Além disso, os colaboradores ganham quatro meses de estabilidade, sendo dois da suspensão e mais dois quando voltar.

Ainda segundo Luciano Hang, algumas fake News surgiram nos últimos dias com manchetes dizendo que a Havan demitiu 2 mil pessoas.

“É mentira. Isso é obra dos sites de esquerda que estão articulados para desestabilizar o Brasil. Por isso, peço que as pessoas não confiem em tudo que encontram na internet e nem compartilhem sem terem certeza da veracidade da informação. Esse tipo de notícia só espalha pânico. E é justamente o que não precisamos nesse momento. Esse é um momento de união para atravessarmos esse período turbulento. Estou otimista que logo sairemos dessa crise e melhor do que entramos”, afirmou Hang.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul