Pré-candidato à presidência, o economista João Amoêdo, do Partido Novo, faz palestra em Jaraguá do Sul | Foto: Eduardo Montecino

Pré-candidato à presidência, o economista João Amoêdo, do Partido Novo, faz palestra em Jaraguá do Sul | Foto: Eduardo Montecino

Cerca de 500 pessoas participaram na noite desta quarta-feira (23) da palestra do pré-candidato à presidência da república, João Amoêdo, do Partido Novo, no Clube Atlético Baependi, em Jaraguá do Sul.

O evento no município contou com a organização do coordenador do partido em Jaraguá do Sul, Guilherme Vogel, e também do pré-candidato a deputado federal Leandro Schmöckel, que abriu o encontro desta noite.

"Quem aqui está descontente com a política atual?", foi um dos primeiros questionamentos do pré-candidato jaraguaense à plateia. Em um crescente, o público logo levantou as mãos, em resposta à pergunta.

Ex-presidente da Apevi (Associação das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedor Individual do Vale do Itapocu), Schmöckel relatou aos presentes que como lideranças à frente de entidades, é possível realizar alguns avanços em prol da comunidade, porém, de forma limitada.

Quer receber notícias no WhatsApp? Clique aqui

O limite, apontou o pré-candidato, são os políticos. "A única mudança que se vai conseguir fazer realmente é participando da política", convidou Schmöckel.

Liderança e time

Sem tomar muito tempo do público, Schmöckel logo anunciou o técnico de voleibol Bernardinho, embaixador do Partido Novo, que vem acompanhando Amoêdo nos eventos de divulgação dos ideais e projetos do partido e do presidenciável.

Multicampeão do voleibol, Bernardinho falou aos presentes sobre liderança e a importância de cada indivíduo na construção de um time forte, de sucesso.

"O que é preciso para ser um bom líder?" perguntou o técnico. Ser comunicativo poderia ser um fator, comentou. No entanto, Bernardinho defende que o fundamental é a ética. "Precisa ser alguém que você possa confiar", declarou.

Além disso, o bom líder também deve saber ouvir e ter empatia. Nesse sentido, o técnico criticou a postura de políticos que, lotados em Brasília, se distanciam da população, dos eleitores, a quem acabam deixando de ouvir.

Ao mesmo tempo, Bernardinho observou que em um bom time também é preciso que cada um faça sua parte e que joguem todos a favor do time. Se as transgressões, antiéticas, não são aceitáveis, todos devem dar exemplo.

"Não há pequenas transgressões, são transgressões. Se você fura o sinal vermelho você está dizendo para todos os outros que podem furar também. Nós justificamos as pequenas transgressões, mas eles [políticos] também justificam", arrematou.

Inovações do Novo

Para apresentar os projetos e ideais do partido, foi a vez do economista João Amoêdo subir ao palco. Depois de uma rápida introdução sobre o histórico da sigla, cuja trajetória iniciou em 2010, o pré-candidato apresentou alguns dados sobre a realidade brasileira.

Entre eles, Amoêdo citou a posição do país no ranking de liberdade econômica. Ocupando a posição 153, o Brasil fica atrás de países como a Venezuela, 100ª no ranking.

"Para abrir uma empresa é difícil, para fechar é mais ainda", observou. "Isso explica muito porque não conseguimos avançar como nação", complementou em seguida.

Quanto aos custos do país, o presidenciável destacou que o Congresso Brasileiro custa por dia aos cofres públicos o valor de R$ 29 milhões. "Eu até pensei que isso não estava certo, devia ser por mês, mas não, é por dia", ressaltou.

Na tentativa de virar este cenário, Amoêdo apresentou a proposta do partido, que pretende trazer o novo para o modo de fazer política no país.

Entre as principais inovações, ele destacou a inscrição de filiados Ficha Limpa, processo seletivo para candidatos, redução de gastos por parte dos mandatários da legenda e ainda o fim do carreirismo político, com apenas uma reeleição para o mesmo cargo.

Sabatina OCP

Nesta quinta-feira (24), João Amoêdo participa de sabatina ao vivo com repórteres do OCP. O pré-candidato irá responder a perguntas sobre propostas, ponto de vista, entre outros temas relevantes da política atual brasileira.

Você também pode participar, acompanhando a sabatina em nossas redes sociais e enviando suas perguntas.