Representantes do Transparencia Electoral e da Conferência Americana de Organismos Electorales Subnacionales por la Transparencia Electoral (Caoeste) estiveram nesta quinta-feira (10) na Alesc para agradecer o apoio institucional recebido para a atuação no estado. Eles foram recebidos pelo presidente da Casa, deputado Mauro de Nadal (MDB), e pelo 2º vice-presidente, deputado Kennedy Nunes (PSD).

A presença dos observadores internacionais em Santa Catarina tem o propósito de acompanhar as eleições que acontecem neste domingo (13) em Petrolândia, no Alto Vale do Itajaí. Esta será a primeira experiência do tipo no Brasil.

O novo pleito ocorrerá porque a chapa mais votada nas Eleições Municipais de 2020 teve o registro de candidatura negado pela Justiça Eleitoral.

Rogério Domingos (PP) e Selmo Klauberg (PSD) eleitos prefeito e vice, respectivamente, obtiveram o maior número de votos em novembro do ano passado (2.327 votos). Todavia, a chapa concorreu sem apresentar o documento comprovando a inexistência de processos contra os candidatos no Tribunal de Justiça, dentro do prazo estabelecido pela legislação.

A presença da delegação internacional em Santa Catarina funcionará como ponto de partida para o desenvolvimento de um sistema complementar de acompanhamento das eleições brasileiras. O papel dos observadores é acompanhar e reunir informações que poderão ser compartilhadas com o Tribunal Regional Eleitoral.

Para o presidente Mauro de Nadal, a presença dos observadores em Petrolândia servirá também como uma oportunidade para que os estrangeiros possam conhecer um pouco mais da experiência de 25 anos do Brasil com a utilização do sistema de voto eletrônico e seus mecanismos de controle e transparência.