A Comissão de Urbanismo recebeu nesta terça-feira (20) o representante da empreiteira Motta Júnior, Márcio Luiz Martins, que foi questionado sobre o andamento das obras de macrodrenagem do rio Mathias. Segundo ele, não havendo interferências, a empreiteira pode abrir outras frentes de trabalho e terminar a obra em dezembro de 2020.

Os vereadores, no entanto, decidiram fazer nova reunião sobre o assunto no dia 3 de setembro com a presença da Companhia Águas de Joinville (CAJ), já que o empresário argumentou que as obras tiveram interferências da CAJ, em períodos que, segundo ele, as obras tiveram que ficar paradas.

Para a reunião do dia 3 de setembro, serão convidados ainda a Celesc, a Secretaria de Infraestrutura Urbana, a Secretaria de Administração e Planejamento, a Secretaria de Fazenda e as empresas executoras da obra (além da Motta Júnior, a Ramos Terraplanagem também foi convidada para a reunião de ontem, mas não enviou representante).

Convocação de secretário

As obras do rio Mathias devem ser assunto nesta quarta-feira (21) na Comissão de Cidadania, já que o secretário de Administração e Planejamento (SAP), Miguel Bertolini, foi convocado a prestar esclarecimentos à Comissão. A reunião está marcada para 14h.

Na tarde desta terça-feira (20), porém, em reunião extraordinária da Comissão, os vereadores da base do governo afirmaram que a convocação do secretário foi feita de maneira incorreta, de forma repentina. Para eles, não houve tempo hábil para os vereadores contrários à convocação se manifestarem.
Com informações do jornalismo CVJ.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger