O partido Novo de Jaraguá do Sul, divulgou nesta quarta-feira (2) o resultado do processo seletivo para os assessores que vão trabalhar com os vereadores eleitos, Rodrigo Livramento e Sirley Schappo.

O processo foi aberto logo após as eleições do dia 15 novembro e contou com um número expressivo de participantes. Foram 242 inscrições para quatro vagas, duas para chefe de gabinete e duas para assessor parlamentar.

Este processo de seleção é inédito no município, já que no Novo realiza seleções inclusive para candidatos a vereador, prefeito e outros cargos que venham a lançar em campanhas eleitorais.

O seletivo contou com três fases: envio do currículo e vídeo; prova teórica de alinhamento de valores e conhecimentos técnicos e finalizou com entrevista.

A prova teórica aconteceu na sexta-feira (27/11) com os 52 candidatos selecionados da primeira etapa. Destes, foram selecionados os 15 candidatos com melhor pontuação na prova teórica para entrevista com os vereadores do Novo. As entrevistas foram realizadas na terça-feira (1º).

Esse processo selecionou os quatro profissionais que preencherão as duas vagas de chefe de gabinete e as duas de assessor parlamentar dos vereadores Rodrigo Livramento e Sirley Shapo, na Câmara de Vereadores, a partir janeiro de 2021 (confira no quadro os selecionados).

Meritocracia e técnica

Segundo o vereador eleito Rodrigo Livramento é a primeira vez que o Novo faz uma seleção técnica no município para dois parlamentares eleitos no pleito municipal deste ano “sem troca de favores, trazendo os melhores profissionais. Esperamos que essas práticas se tornem comum no setor público, em que a meritocracia e a técnica prevaleçam”, completou.

Para a vereadora eleita Sirley Shapo, o seletivo, além de ser um processo mais democrático, torna possível a pessoas que nunca seriam assessores, por não ter vínculo político-partidário, possam ter oportunidade. Segundo Sirley, a maioria dos interessados que enviaram currículo eram muito qualificados, tanto academicamente quanto com experiência profissional.

“Recebemos currículos de outras cidades de Santa Catarina e de outros estados também. Isso dificilmente aconteceria na forma convencional para a escolha de assessores parlamentares”, destacou.

A vereadora também destaca que outra vantagem de fazer a escolha por processo seletivo é que o servidor, se não desempenhar a contento a função, poderá ser substituído, pois não há dívida ou favor político entre o vereador e o contratado.

Confira quem foram os selecionados entre 242 inscritos:

Chefes de Gabinete

. Diego Bayer

. Diego Monteiro

Assessores parlamentares

. Caroline Stinghen

. João Victor Denk

*São quatro perfis distintos dos selecionados: uma é jornalista há 13 anos, outro é formado em design e especialista em criações on-line, o terceiro é formado em economia e especialista em políticas públicas e o quarto é advogado e professor universitário.

 

Telegram Jaraguá do Sul