O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursou para os seus apoiadores ao final da motociata realizada em Florianópolis neste sábado (7). Mais uma vez ele defendeu o voto impresso e auditável e garantiu não temer ser afastado do cargo.

“Os amigo dele (Lula) irão contar os votos em um sala secreta”, provocou Bolsonaro. “Não vai ser um ou dois ministros que irão me derrubar”, ressaltou. “Nos só não queremos isso, mas também lutaremos com todas as armas”, garantiu.

 

 

O evento terminou na avenida Beira-Mar Continental, no bairro Estreito. Conforme avaliação da Polícia Militar, aproximadamente 24 mil motos participaram na motociata – algo em torno de 30 km de coluna de veículos.

Para o senador Jorginho Mello (PL), que participou do evento, esse foi o maior já realizado. “Foi a maior feita até hoje no Brasil. A quantidade de povo que estava no final, na concentração, foi coisa de nos alegrar. Isso desperta, ao povo brasileiro, o espírito de patriotismo”.