Com 72,36% (71.615) dos votos válidos, o candidato à reeleição à Prefeitura de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), consagrou-se, com mais uma votação expressiva neste domingo (15). Em 2016, o tucano garantiu pouco mais de 75% dos votos dos criciumenses.

Na manhã desta segunda-feira (16) o prefeito concedeu entrevista coletivo onde pontuou as principais ações do novo mandato. Confira:

Primeiro prefeito reeleito em Criciúma

Salvaro deve ser o primeiro candidato a ser reeleito e reempossado. Ele foi prefeito também entre 2009 e 2012, além de vereador e deputado estadual. Nas eleições municipais de 2008, elegeu-se prefeito de Criciúma, com 53.329 votos. Em 2012, chegou a ser reeleito nas urnas, concorrendo sub judice, mas teve o mandato cassado ao ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, por conta de irregularidades constatadas na eleição de 2008.

Sem aumento de impostos, sem novos tributos e sem concurso público

Os três principais compromissos para o próximo mandato, segundo Salvaro, serão o não aumento de imposto, a não criação de novos tributos e a não realização de concurso público. "Nós não vamos fazer concursos públicos enquanto não for aprovada a reforma que está tramitando no Congresso, pois há necessidade de estabelecer critérios nestas questões. Não pode ser feita apenas uma prova e isso garantir permanência no cargo por 25, 30 anos", explicou o prefeito.

"Nós valorizamos o ganho por produtividade, é o que há de mais moderno. No governo nos vamos estabelecer esse ganho por produtividade, o aumento salarial de acordo com aquilo que você produzir, é assim que vai funcionar em todas as áreas da prefeitura", conta Salvaro.

A lei de responsabilidade fiscal estabelece que os governos não podem comprometer mais que 50% da sua arrecadação com folha de pagamento. Em Criciúma, o montante comprometido é de 37,5%, a intenção para o próximo mandato, afirmou Salvaro, é baixar o valor para 35%.

Encontro com o Estado vai discutir enfrentamento da Covid-19

"Nós não queremos novo lockdown, não queremos absolutamente nada disso", afirmou Salvaro sobre a situação da Covid-19 em Criciúma. O prefeito afirmou que vai pedir nos próximos dias uma reunião com a governadora do Estado, Daniela Reiner, para discutir medidas de enfrentamento a pandemia.

"Saúde em primeiro lugar, as coisas tem que caminhar, tem que andar para frente, nós não podemos desligar a cidade da tomada. Vamos cuidar da vida, da saúde mas o emprego e renda devem continuar", completou.

Novos secretários somente em 2021

"Esse secretariado é um um secretariado vencedor. O governo foi aprovado e está sendo aprovado por quase 90% da população, é difícil mexer em um secretariado desse. Mas, eu não tenho vergonha em dizer que o governo ele é político, voltado para o resultado. Teve uma nova composição nesta eleição, mas este mandato vai até dia 31 de dezembro, a partir do dia 1º de janeiro começa uma nova fase", contou o prefeito em relação a mudança no secretariado.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp