Ministro dos Transportes visita obras na região e trecho duplicado da BR-280

Visita ao trecho duplicado da BR-280 já liberado, com extensão de 1,6 quilômetro de novas pistas, entre o km 49,1 e 50,7 da rodovia, em Guaramirim | Foto: Divulgação/Dnit

Por: Elisângela Pezzutti

27/06/2023 - 20:06 - Atualizada em: 28/06/2023 - 14:35

O ministro dos Transportes, Renan Filho, chegou em Santa Catarina nesta segunda-feira (26), acompanhado do diretor-geral substituto do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), Fabrício Galvão, para uma agenda de dois dias no estado. O objetivo principal é visitar obras federais em andamento. Na tarde desta terça-feira (27), eles visitaram o trecho duplicado da BR-280 já liberado, com extensão de 1,6 quilômetro de novas pistas, entre o km 49,1 e 50,7 da rodovia, em Guaramirim, e a obra do Túnel Engenheiro Antônio Bessa, tecnicamente uma das mais complexas dos 74 quilômetros do projeto de duplicação da BR-280.

São dois túneis paralelos – um para cada sentido da pista – na localidade chamada Morro do Vieira, que ligarão os municípios de Schroeder e Jaraguá do Sul, desviando o fluxo da rodovia das vias urbanas. Um dos túneis tem 1.040 metros de comprimento e outro, 1.070 metros. Ambos são importantes para melhorar a mobilidade nas cidades da região e reduzir o tempo de deslocamento na rodovia.

De acordo com o Dnit, os túneis foram a alternativa tecnológica adotada para tornar possível o contorno urbano, reduzindo a área de Mata Atlântica suprimida.

Um dos túneis tem 1.040 metros de comprimento e outro, 1.070 metros. Eles vão melhorar a mobilidade nas cidades da região e reduzir o tempo de deslocamento na BR-280 | Foto: Fábio Junkes/OCP News

Obras federais acompanhadas de perto e aumento nos investimentos

O ministro Renan Filho afirmou que o governo federal está acompanhando detalhadamente as obras de duplicação da BR-280, garantindo mais recursos para o seu andamento, para intensificar o cronograma de todas elas. Ele destacou que ao longo dos últimos anos, pela imposição do Teto de Gastos, o Brasil se transformou em um dos países do mundo que menos investiu seus próprios recursos, sobretudo quando comparado com outros países com economia relevante.

“Agora, com a PEC da Transição e o novo Arcabouço Fiscal, o país voltou a investir com mais força. O ano passado, aqui em Santa Catarina, foram apenas R$ 264 milhões em investimentos do governo federal. Este ano, vamos investir R$ 1,4 bilhão. Além de quase cinco vezes mais recursos, isso significa a conclusão dos túneis, ampliação de trechos de duplicação, mais segurança para as pessoas que trafegam e mais competitividade para a economia, com investimentos logísticos fundamentais para o desenvolvimento de Santa Catarina e de todo o Sul do Brasil”, declarou.

Parcerias entre Município, Estado e União

Renan Filho ressaltou que o intuito do governo federal é vistoriar as obras de perto e interagir com as equipes. O ministro parabenizou o trabalho desenvolvido pelo Dnit em Santa Catarina e agradeceu as parcerias com o governo do Estado e as prefeituras.

“Agradecemos a bancada federal, que fez dessa uma visita muito bem sucedida, e contar para a imprensa que nós temos mais recursos por uma decisão política do presidente Lula, que garantiu recursos adicionais que vão fazer as obras andarem, que é exatamente aquilo que o povo daqui deseja. Essa primeira liberação de um trecho de 1,6 km da BR-280 é o primeiro trecho duplicado liberado. Por enquanto, havia obras por aqui, mas ninguém andava em trecho duplicado e agora as pessoas vão começar a andar. E a gente espera nesses próximos três anos avançar decisivamente com essa obra”, afirmou Renan Filho.

De acordo com o ministro, o governo federal está construindo uma agenda para terminar as obras que “estavam andando lentamente, se arrastando historicamente”. Segundo ele, novos trechos serão realizados de forma articulada, com o fortalecimentos dos recursos públicos e também com a atração de capital privado.

“Eu tenho dito que Santa Catarina, pelo protagonismo de sua economia, pela renda per capita de seu povo, superior à média nacional, precisa se espelhar em São Paulo, nas melhores práticas que o país tem. Já conversei com o governador Jorginho Mello e com a bancada federal para que a gente garanta o fortalecimento dos investimentos públicos em Santa Catarina, talvez R$ 4 bilhões ou R$ 5 bilhões, mas algo em torno de 10 bilhões a R$ 15 bilhões com investimentos privados a partir da concessão de novos trechos. Isso vai permitir que o estado dê um grande salto em infraestrutura.”

Renan Filho se disse encantado com a região e que vê a necessidade de obras de infraestrutura especiais. “É uma região muito próspera, que exporta tecnologia e conhecimento, que tem capacidade para promover o desenvolvimento nacional e o governo federal precisa apoiar, precisa estar junto. É muito triste ver que obras como esta se arrastam há 10 anos no Brasil”, destacou.
O secretário estadual de Infraestrutura e Mobilidade, Jerry Comper, disse que serão unidos esforços para que os projetos em execução ganhem velocidade.

Recuperação

O ministro disse que conversou com a vice-governadora Marilisa Boehm (PL) sobre este ser um dia histórico. “Porque é raro as pessoas saírem do gabinete, colocarem o pé na estrada, conversar com todo mundo, articular os esforços, animar. assim que pensa o presidente Lula, que tem cobrado de nós isso que estamos colocando em prática com essa peregrinação. Saímos cedinho de Florianópolis, já passamos por Blumenau, estamos aqui em Jaraguá e ainda vamos correr trecho”, comentou.

A vice-governadora Marilisa Boehm declarou que é sonho de todos os catarinenses ver as estradas duplicadas. “Com esta duplicação tenho certeza que nós teremos muito desenvolvimento. O governador Jorginho Mello está fazendo um financiamento de R$ 1,3 bilhão para investir nas 25 rodovias estaduais , porque ele sabe da necessidade, da importância de obras como esta realizada pelo governo federal, que trará um grande desenvolvimento econômico. Temos que agradecer ao ministro Renan Filho por esta obra estar sendo tocada e pelo pouco que nós já conversamos, ele nos disse que novos projetos estão sendo analisados”.

O ministro dos Transportes também visitou as obras do contorno viário de Florianópolis, no entroncamento com a BR-101, no km 177; o Viaduto Badenfurt (Lote 3), no Km 57 da BR-470/SC, em Blumenau, e as obras do Lote 2.2 de duplicação da BR-280, em Joinville.

Políticos e representantes de entidades da região acompanharam a visita do ministro Renan filho à obra do Túnel Engenheiro Antônio Bessa, que liga os municípios de Jaraguá do Sul e Schroeder | Foto: Fábio Junkes/OCP News

Expectativa

A presidente da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs) e do Centro Empresarial de Jaraguá do Sul (Cejas), Ana Clara Franzner Chiodini, acompanhou a visita do ministro dos Transportes, Renan Filho, à região, e afirmou que a presença de Renan Filho traz a expectativa de aceleração do projeto de duplicação da rodovia, por sua importância estratégica para a economia regional.

A visita do ministro ao estado foi articulada pelo deputado federal Carlos Chiodini e, na passagem por Jaraguá do Sul, contou ainda com a participação do prefeito Jair Franzner, da vice-governadora Marilisa Boehm, do senador Esperidião Amin, e dos deputados estaduais Antídio Lunelli e Vicente Caropreso, entre outras lideranças da região.

Chiodini ressalta que nos últimos oito anos, nenhum mandatário federal do setor de infraestrutura conheceu de perto a realidade da duplicação da BR-280, obra que vem sendo bastante cobrada pela região Norte do estado. Desde que Renan Filho assumiu o ministério, Chiodini, que é do mesmo partido do ministro, já garantiu mais de R$ 1 bilhão em obras para o Estado, destacou o deputado federal.

 

Notícias no celular

Whatsapp