Membro-fundador do PT, Elói Pietá abandona partido por “falta de democracia interna”

Divulgação/Partido dos Trabalhadores

Por: Pedro Leal

24/01/2024 - 14:01 - Atualizada em: 24/01/2024 - 14:42

Elói Pietá, membro-fundador do Partido dos Trabalhadores (PT), abandonou a legenda após o diretório municipal de Guarulhos (SP) vetar a candidatura dele para a prefeitura da cidade. Ele estava na sigla há mais de 40 anos.

As informações são da Gazeta do Povo e do Jornal O Globo.

“O PT na cidade de Guarulhos está sendo menos democrático que o Partido Republicano nos Estados Unidos. Lá pelo menos tem as primárias e aqui isso foi proibido”, disse o político em entrevista ao Jornal O Globo.

Em entrevista concedida a O Globo, Pietá disse que queria e que tinha demanda para que ele fosse candidato.

“Mas foi rompida a norma da democracia interna e o PT não aceitou realizar a escolha pelos 25 mil filiados que o partido tem na cidade, como determina o estatuto. Apenas 35 membros escolheram que o candidato será aquele que estava em quarto ou quinto lugar nas pesquisas”, disse o ex-prefeito.

Ele entrou nesta terça-feira (23) com um pedido de desfiliação no diretório do PT em Guarulhos. Há a preocupação de que a esposa de Elói, Janete Pietá, também saia do partido.

Ela foi a vereadora mais votada da cidade na última eleição e responsável por puxar outros nomes para a Câmara dos Vereadores de Guarulhos.

O ex-prefeito afirmou que não procurou a alta cúpula do PT, como o presidente Lula (PT) ou a presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, para se queixar da situação.

“Pretendo estar num partido que apoie o governo Lula e ser candidato de uma frente ampla que também tenha contato com o governo estadual. O Solidariedade tem manifestado que quer estar junto nessa frente, mas tem muitos outros, como PDT, PSB, MDB, Rede. Vou dialogar com meus companheiros do PT, tem muita gente comigo. Não estou aconselhando que ninguém deixe o partido, cada um tem a liberdade de decidir. Eu saio porque a legislação eleitoral me obriga a estar filiado a um partido para me candidatar”, afirmou o ex-petista.