Eleito em 1º de fevereiro deste ano para a Presidência da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, o deputado Mauro de Nadal (MDB) fez um balanço dos 100 primeiros dias à frente da chefia do Poder Legislativo estadual.

Para o presidente, a economia de recursos públicos na gestão do Parlamento, o aprimoramento da comunicação com o cidadão e as ações voltadas ao combate da pandemia da Covid-19 estão entre as principais ações.

Nadal destaca que, assim que assumiu a Presidência, Santa Catarina enfrentou o colapso nos leitos de UTI, em função da explosão do número de casos do coronavírus. De imediato, a Alesc doou R$ 20 milhões de seu orçamento para auxiliar o Executivo na abertura de leitos de UTI e de retaguarda.

“A Assembleia tem sido muito sensível a essas situações que exigem ações rápidas. Foi assim quando o estado enfrentou adversidades climáticas, como a estiagem no Oeste”, comentou. “No caso da Covid, conversamos com os demais parlamentares, que estão em todos os cantos de Santa Catarina e sabem das necessidades da população. Concluímos que era o momento da Assembleia participar financeiramente no enfrentamento da pandemia.”

O presidente também comentou sobre projetos de lei aprovados nesses 100 dias, voltados ao enfrentamento da pandemia, como as isenções de impostos para compra de vacinas da Covid e de oxigênio medicinal.

“São ações que trazem benefícios para todos os catarinenses”, disse.

Economia

Nadal destacou a implantação na Assembleia do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), que consiste na tramitação dos processos administrativos internos de forma digital, resultando em rapidez e economia de papel. O deputado garantiu que durante seu mandato na Presidência o foco está em ações voltadas a dar mais agilidade aos trabalhos e, ao mesmo tempo, proporcionar economia de recursos públicos.

“O cidadão quer que o político dê resultado, e gestão faz parte da vida pública, principalmente do político. Precisamos dar uma resposta a esse cidadão”, considerou. “Temos que fazer com esse recurso que é fruto do imposto pago pelo catarinense possa ser revertido ao catarinense através de serviços, de oportunidades. Tudo aquilo que economizarmos na Assembleia será revertido para o catarinense.”

Observatório da Mulher

Outra ação destacada pelo presidente foi a implantação do Observatório Estadual da Violência contra a Mulher, em março. Nadal comentou que foi procurado pelas integrantes da Bancada Feminina da Alesc, que explicaram a importância da ação no combate à violência contra a mulher.

“Precisamos de números exatos sobre essa questão. Com essas informações, é possível fazer um trabalho mais preciso, com resultados pontuais. O observatório era o projeto que faltava a Santa Catarina para ter dados importantes e trabalhar políticas que deem resultados positivos”, afirmou.

Comunicação

O presidente da Alesc também tratou das ações para dinamizar a comunicação do Parlamento com a população catarinense. A TVAL, por exemplo, tem ampliado a sua participação das redes sociais, com programas mais dinâmicos, voltados a atingir todos os públicos.

“Modernização é palavra de ordem para todos nós”, disse. “Nossa dinâmica é adequar todas as ferramentas de comunicação a linguagens que cheguem a todos os catarinenses. Informação em tempo real e também resumida e sucinta sobre o trabalho dos parlamentares.”

Responsabilidade

Nadal comentou sobre o fato de ser o primeiro representante do Extremo Oeste estadual a ser presidente da Assembleia. Ele relembrou que ao assumir o cargo foi recebido em sua base eleitoral, o município de Cunha Porã, com uma carreata na presença de lideranças de vários municípios.

“Foi um misto de felicidade e responsabilidade. Quero dividir essa felicidade com todos, mas a responsabilidade é minha, porque me preparei para ser presidente e tenho que dar o máximo de mim para que todos possam sentir orgulho”, comentou. “A responsabilidade com os deputados e principalmente com os catarinenses é muito grande para fazer com que a Assembleia cumpra seu papel.”