O fim de semana foi de muitos quilômetros rodados para o pré-candidato ao governo do Estado pelo MDB, Antídio Lunelli. O empresário passou por Xaxim, Xanxerê, Chapecó, Canoinhas, Porto União, Ponte Serrada e Faxinal dos Guedes.

No roteiro, ele se reuniu com os prefeitos Alceu Wrubel, em Ponte Serrada, Gilberto Lazzari, em Faxinal dos Guedes, e com o vice-prefeito e pré-candidato a deputado estadual, Adenilso Biasus, em Xanxerê. No Oeste, onde tem grande aceitação, foi acompanhado também pelos pré-candidatos, Cleiton Fossá, a deputado estadual, Leandro Sorgato, a federal, e pelo presidente da sigla, Celso Maldaner.

Foto: Divulgação

Além dos encontros políticos e da participação em eventos como a Expofemi, em Chapecó, e a cerimônia de Premiação do Movimento Econômico, em Xaxim, Lunelli participou de reuniões com lideranças da comunidade local. Segundo ele, o objetivo maior das viagens que fará pelo Estado nas próximas semanas é ouvir as pessoas, “sair da bolha política”.

“Não acredito em negociação feita em gabinetes e que só levam em conta interesses pessoais e partidários. Meu foco é o catarinense que produz, que trabalha, que sabe onde o calo aperta e o que precisa mudar”, diz.

Lunelli, que tem entre as suas principais bandeiras a modernização e o enxugamento da máquina pública, ouviu demandas de agricultores e empresários. Ele esteve na Feira Livre de Agricultores, conheceu o Programa Educativo de Reciclagem Verde Viva e o trabalho da Associação de Voluntários do Hospital Regional do Oeste.

Em frente à Arena Condá, foi presenteado com uma camisa da Chapecoense levando seu sobrenome e o número 15. Por Fossá, foi chamado de centroavante, “pronto para entrar em campo e vencer a batalha”.