Foto: Divulgação/Ilustrativa
Foto: Divulgação/Ilustrativa
Buscas da Operação Lava Jato na residência do presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Barbosa Silva Júnior, encontraram documentos que apontam possíveis repasses da empresa para mais de 200 políticos de 18 partidos.  A informação foi divulgada nesta quarta-feira pelo Blog do Fernando Rodrigues, com apuração de repórteres do UOL, que revelou o material apreendido pela Polícia Federal em 22 de fevereiro, na 23ª fase da Operação Lava-Jato, chamada de Acarajé. Os documentos foram liberados pela Justiça Federal de Curitiba, mas logo em seguida o juiz Sergio Moro decretou o sigilo da lista. De Santa Catarina aparecem Raimundo Colombo (PSD), Cesar Souza Jr. (PSD), Antonio Ceron (PSD), Carlito Merss (PT), Jaison Cardoso (PMDB) e Roberto Carlos de Sousa (PSDB).