O líder do governo na Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, vereador Marcelindo Gruner (PTB), foi eleito para presidir a Comissão Processante que vai investigar denúncia contra o vereador Arlindo Rincos (PSD), por suposta cobrança de uma taxa sobre o salário de um servidor comissionado indicado por ele, na legislatura passada. Gruner, na foto cercado pelos outros dois integrantes da comissão, os vereadores Jaime Neghebron (PMDB) e Jair Alquini (PSD), sorteado para integrar a comissão em substituição ao vereador Ademar Winter (PSDB), que oficializou oficio renunciando à função, que foi eleito, mas desistiu sob a alegação de que está seguindo  orientação médica de não estresar-se, em função de ter se submetido recentemente a um cateterismo. Em função da desistência de Winter, que presidia a CP, um novo sorteio foi realizado na sessão ordinária desta terça-feira (20), com a escolha do nome de Gruner. Em uma breve reunião com os outros dois membros sorteados na sessão anterior, a comissão ficou constituída com a seguinte formação: Marcelindo Gruner: presidente Jair Alquini: relator Jaime Negherbon: membro