Uma publicação no perfil oficial do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) no Instagram repercutiu desde esta segunda-feira (28), por conta do uso de gênero neutro na mensagem. A publicação fazia alusão ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+.

No entanto, o assunto iniciou uma polêmica nas redes, muito porque recentemente o governo catarinense editou um decreto que proíbe gênero neutro.

Veja a publicação do TJSC:

"Celebra-se por um lado, pisoteia a língua portuguesa de outro", disse um usuário.

"Canal oficial do Poder Judiciário não deve (ou ao menos não deveria) espelhar a posição pessoal de seu administrador. A língua culta deve (ou deveria) ser sempre respeitada. Mensagem distorcida que atrapalha ainda mais a causa propagada", argumentou outro.

"A homenagem é muito válida, entretanto, não autoriza a publicação através de um órgão oficial de justiça, desconsiderando o vernáculo e um decreto Estadual. TJSC é um órgão oficial e não um blog “informal”.", declarou outro.

Outra internauta defendeu o uso da expressão: "O TJSC está em juízo para precisar usar a norma culta numa publicação do Instagram? Não! Estão utilizando linguagem informal e neutra, não estão substituindo norma culta. Parem de se ofender com uma coisa completamente informal!".

A explicação

“O Núcleo de Comunicação Institucional do Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) esclarece que a expressão “todes” nada mais é que uma linguagem informal e neutra e seu uso visa incluir as pessoas que não se identificam com os gêneros masculino e feminino. Importante ressaltar que a ideia não é adotá-la como um padrão de linguagem nas redes sociais do Poder Judiciário catarinense e, de forma nenhuma, ela substitui o uso da linguagem formal. A referida expressão foi utilizada nas redes sociais do TJSC no dia de ontem tão somente para servir de reflexão sobre a importância da inclusão e do respeito com todos os gêneros e com as pessoas que se identificam com gênero nenhum.”, explicou o órgão, em email enviado ao jornalista Moacir Pereira e publicado em sua respectiva coluna no ND Mais.