Jornalista português detido e interrogado por questões políticas desmente a Polícia Federal

Foto: Reprodução Instagram

Por: Claudio Costa

01/03/2024 - 06:03

O jornalista português Sérgio Tavares informou que tem um documento que comprova que ele foi detido ilegalmente no aeroporto de Guarulhos.

Ele veio ao Brasil para cobrir o ato do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) do último domingo (25), mas foi contido por policiais federais logo depois do desembarque.

O comunicador alega que não havia motivos para ser barrado por ausência de visto de trabalho, motivo citado pela PF, já que ele possuía livre cerca de 90 dias para ficar em solo brasileiro.

Tavares afirma que, ao ser levado para a delegacia do aeroporto, foi questionado por questões diferentes.

O comunicador sustenta ainda que foi chamado a prestar esclarecimentos por falas sobre o 8 de Janeiro, sobre os ministros Alexandre de Moraes e Flávio Dino, do Supremo Tribunal Federal (STF), e por ter dito que haveria uma ‘ditadura do Judiciário’ no Brasil. “Em nenhuma situação me falaram de visto de trabalho”, declarou.

*Com informações de Conexão Política.