Com a aprovação em segundo turno do orçamento de Jaraguá do Sul para 2019, o projeto segue para o Executivo, para ser sancionado.

A proposta da Lei Orçamentária Anual (LOA) para o próximo ano estima uma receita de R$ 825,5 milhões, o que representa um incremento de 7,2% em relação ao orçamento projetado para 2018, de R$ 770 milhões.

Considerando a inflação prevista para o período, o crescimento real do orçamento é menor, de cerca de 2,4%. O dado foi apontado novamente na sessão itinerante desta quinta-feira (25) da Câmara de Vereadores, durante a discussão do projeto, antes da votação em segundo turno.

Na tribuna, Marcelindo Gruner (PTB) mostrou preocupação com o percentual, que considera baixo. "Isso é pouco se formos olhar as demandas que a população precisa", considerou.

O secretário da Fazenda, Marcio Erdmann, explica que o orçamento foi baseado em índices oficiais de tendências, publicados nacionalmente, por isso a estimativa estaria dentro do contexto da realidade econômica do país.

“Claro que o ano eleitoral ele acaba tendo algum impacto, espero que seja um impacto mais positivo que negativo, mas ele segue uma tendência de todos os indicadores que foram publicados nacionalmente”, diz o secretário.

Em relação ao percentual real de crescimento nas receitas, Erdmann considera o índice satisfatório, considerando os orçamentos dos últimos anos.

“A gente teve ai um período muito negativo nos últimos anos, então a tendência é que a economia comece a ter a retomada daqui para a frente, e aí a gente consiga com isso gradativamente crescer um pouco mais a cada ano”, avalia.

Em relação ao percentual de investimento – recursos que serão aplicados em obras e outros programas a mais do que os recursos previstos para custeio e manutenção do que já existe -, a expectativa do governo é de um índice de 10%.

“Inicialmente a gente testá colocando aí, conforme a expectativa do prefeito [Antídio Lunelli, MDB], é alcançar dois dígitos, então está em torno de 10%, é um número expressivo, em comparação com anos anteriores em que não tivemos muitos recursos para fazer investimento”, afirma o secretário.

As dez áreas de governo com os maiores orçamentos para 2019 LOA de 2018 LOA de 2019 Variação
Saúde  R$   163.512.136,12  R$   174.105.922,00 6,5%
Educação  R$   162.528.871,32  R$   165.246.255,00 1,7%
Urbanismo  R$   100.841.182,90  R$      96.080.345,00 -4,7%
Saneamento  R$      67.144.165,00  R$      75.138.210,00 11,9%
Assistência Social  R$      40.995.799,96  R$      48.506.345,00 18,3%
Administração  R$      46.369.316,62  R$      46.621.518,00 0,5%
Previdência Social  R$      46.946.217,59  R$      44.064.221,00 -6,1%
Legislativa  R$      11.460.000,00  R$      11.867.000,00 3,6%
Cultura  R$        8.579.381,00  R$      10.602.230,00 23,6%
Desporto e Lazer  R$        8.691.245,00  R$      10.469.993,00 20,5%
Comércio e Serviços  R$        3.711.500,00  R$        8.126.700,00 119,0%

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?