Jaraguá do Sul está entre os 11 finalistas do Prêmio APS Forte para o SUS: Acesso Universal. O município foi selecionado pela redução nas filas de espera para a primeira consulta na Atenção Básica. Ao todo, foram 1.294 experiências avaliadas em todos os Estados do Brasil.

Em maio deste ano, a Secretaria de Saúde atingiu o resultado de zerar a fila de espera pela primeira consulta na Atenção Básica apenas meses depois de implantar o protocolo de enfermagem.

O novo protocolo de enfermagem foi adotado na rede pública de saúde do município no ano passado estabelecendo que é o enfermeiro ou equipe de enfermagem que prestam o primeiro atendimento para, se necessário, encaminhar ao médico.

Em novembro de 2018, antes da mudança, eram cerca de 15.500 consultas por mês reprimidas, somando todas das 25 unidades básicas de saúde da cidade. Menos de um ano depois, a Secretaria zerou a fila de primeira consulta básica.

O resultado também foi alcançado pelas ações paralelas à implantação do protocolo, como os mutirões de atendimento e o direcionamento das agendas dos postos de saúde para o atendimento de 70% das demandas espontâneas dos usuários e 30% para o atendimento da demanda programada, conforme orientação do Ministério da Saúde.

Premiação

A seleção das finalistas foi feita por um comitê técnico integrado por representantes dos conselhos de secretários estaduais de saúde e das secretarias municipais de saúde, do Conselho Nacional de Saúde, do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde.

A partir de agora, o time de jurados especiais vai escolher as três experiências que serão premiadas. O médico Drauzio Varella está entre o time, composto ainda por Claudia Collucci (Folha S. Paulo), Mara Régia (Rádio Nacional), Lígia Formenti (Estadão), Lise Alves (correspondente The Lancet), Chico Pinheiro (TV Globo), Luiz Fara Monteiro (TV Record) e Alan Ferreira (TV Globo).

Resultado é trabalho de equipe

Ao saber da indicação de Jaraguá do Sul entre as melhores experiências no SUS, o prefeito Antídio Lunelli (MDB) disse que esse é o resultado de um trabalho de equipe, envolvendo todos os servidores da Secretaria de Saúde.

Lunelli também afirmou que no início toda mudança gera um certo desconforto, mas ressaltou que sem coragem é impossível alcançar resultados diferentes.

“Quem faz tudo sempre da mesma maneira conseguirá, no máximo, sempre o mesmo resultado. Nossa equipe acreditou que podia fazer mais e melhor, superou as desconfianças iniciais e hoje a população começa a ver os resultados", disse o prefeito.

Ele lembra também que neste ano a Prefeitura contratou sete novos médicos e investiu em mutirões de cirurgias, exames e consultas.

Além de Jaraguá do Sul, concorrem ao prêmio experiências desenvolvidas em Abaetetuba (Pará), Doresópolis (Minas Gerais), Salgueiro (Rio de Janeiro) , Mombaça (Ceará) , Santo Antônio do Monte (Minas Gerais) , São Paulo capital, Senador Canedo (Goiás) Tefé (Amazonas), além das medidas adotadas pelos Estados de Santa Catarina (investimento para formação de médicos de saúde da família), e Rio Grande do Sul (ampliação da telemedicina na oftalmologia).

 

*Com informações da Prefeitura de Jaraguá do Sul

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger