Janja acompanha ministros ao Rio Grande do Sul nesta quinta (28) no lugar de Lula

Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Por: Elisângela Pezzutti

28/09/2023 - 10:09 - Atualizada em: 28/09/2023 - 10:21

A primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, substitui o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em visita ao Rio Grande do Sul nesta quinta-feira (28), para acompanhar a situação da população afetada novamente pelos efeitos de um ciclone extratropical. Lula segue orientações médicas de se preservar para a cirurgia pela qual passará nesta sexta-feira (29).

A informação foi divulgada pelo ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, Paulo Pimenta, nas redes sociais, na quarta-feira (27).

No papel de primeira-dama, Janja tem participado ativamente do governo de Lula, integrando o núcleo seleto que tem acesso a ele a portas fechadas e acompanhando-o em viagens internacionais importantes, entre outras atividades.

No início do mês, diante dos efeitos climáticos de outro ciclone extratropical, Lula não foi ao Rio Grande do Sul, e enviou o seu vice, Geraldo Alckmin (PSB). Na época, o presidente brasileiro estava na Índia participando da Cúpula do G20, do qual é presidente simbólico.

Novo desastre natural

Um novo ciclone extratropical se formou na costa gaúcha na quarta-feira (27), provocando chuvas intensas e alagamentos, fortes rajadas de vento e queda de granizo.

O estado contabilizou uma morte na capital, Porto Alegre, supostamente por afogamento. A causa ainda será confirmada pela perícia.

Com isso, setembro de 2023 se tornou o mês mais chuvoso da capital gaúcha desde 1916, quando começaram as medições regulares.

“A situação que estamos vivendo no Rio Grande do Sul é absolutamente surpreendente do ponto de vista da gravidade do evento climático (…) o Guaíba transbordou, e regiões de Porto Alegre que não eram inundadas há décadas estão debaixo d’água”, afirmou o ministro Pimenta.

“O governo do presidente Lula tem uma determinação: apoiar, de todas as formas, as famílias, as prefeituras, o governo do estado para que a gente possa minimizar os efeitos dessa situação”, completou o ministro, que é natural do Rio Grande do Sul.

Cirurgia de Lula

A cirurgia que o presidente fará nesta sexta é uma artroplastia total de quadril no lado direito. O procedimento deve durar algumas horas e será realizado pela equipe médica de São Paulo, que o acompanha há anos, na unidade de Brasília do Hospital Sírio-Libanês.

*Com informações da CNN

Notícias no celular

Whatsapp