Desde a semana passada o município de Guaramirim está contando com o reforço do Ministério da Saúde nas unidades básicas da rede municipal, para atender à demanda de atendimento médico.

Duas médicas cubanas estão atuando na rede, pelo programa federal Mais Médicos. As profissionais reforçam a equipe das unidades de saúde do Centro e da Corticeira.

A secretária de saúde Cheila Patricia Rohweder informa que as duas unidades já contavam com dois médicos em cada posto, com carga horária de 32 horas semanais, mais oito de estudo. Com a chegada das novas médicas, as equipes passam para três profissionais da área de clínica geral.

Cheila conta que esta é a primeira vez que o município recebe médicos pelo programa Mais Médicos. Até então, a Saúde de Guaramirim participava do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab), que também encaminhava médicos para a rede municipal com recursos do Ministério.

Com o programa transformado no formato do Mais Médicos, o Ministério cobre o salário dos profissionais, e o município participa com ajuda de custo no pagamento de aluguel, até R$ 1,5 mil, e vale-alimentação, até R$ 770. A carga horária também é de 32 horas por semana, mais oito para estudo.

O município solicitou duas vagas pelo programa, e foi atendido no último edital. As duas médicas já estavam no país há três e quatro anos, sempre atuando pelo Mais Médicos, conta Cheila. Antes de vir a Santa Catarina, elas trabalhavam no Rio Grande do Sul.

 

Telegram Jaraguá do Sul