Em cerimônia realizada em Guaramirim na manhã de quinta-feira (23), o Governo do Estado oficializou repasses que ultrapassam R$ 71 milhões ao município, garantidos por meio de convênios. Neste montante está incluída a pavimentação da rodovia para o acesso ao Complexo Intermunicipal Multimodal no valor de R$ 55,6 milhões.

O governo de SC também realizou a inauguração dos serviços de duplicação do trecho estadualizado da BR-280, também em Guaramirim. Ao todo, os investimentos do Estado na cidade chegam a quase R$ 200 milhões.

O secretário do Estado de Infraestrutura e Mobilidade Thiago Vieira, representou o governador Carlos Moisés, que não pôde comparecer ao evento por estar com sintomas de Covid.

A rodovia que dará acesso ao Complexo Multimodal fará a interligação com o eixo Sul de Joinville, permitindo mais um acesso à BR-101 viabilizando serviços logísticos para toda a região. A área já conta com aeródromo e linha ferroviária, e está próxima dos principais portos e aeroportos da região.

Segundo Vieira, os investimentos colocarão Guaramirim em um novo patamar dentro do contexto estadual. Ele salienta que a região já é uma das que mais crescem no Estado, porém uma infraestrutura de qualidade é necessária para acompanhar esse ritmo.

“Essa é uma região com grande potencial de desenvolvimento econômico. Guaramirim ficava aquém se nós olhássemos para as cidades ao lado. É por isso que esses investimentos estão sendo realizados. Onde há desenvolvimento econômico, tem mais emprego e renda e melhores condições de vida”, destaca Vieira.

Foto: Fábio Junkes/OCP News

Por se tratar de um complexo de alto investimento e grande retorno à sociedade, espera-se que o Complexo Multimodal atraia capital e, por conseguinte, aumento na população e no montante de dinheiro que circula por Guaramirim. Neste contexto, é fundamental que a cidade acompanhe o desenvolvimento. Segundo o secretário, este detalhe já foi pensado.

“A ação nunca pode ser isolada. Então falamos tanto da infraestrutura da cidade como da interconexão da cidade com as vizinhas, como Joinville, Jaraguá... ao mesmo tempo que investimos na Multimodal, estaremos outros investidores, então precisaremos sim de melhorias no aspecto de desenvolvimento social, no aspecto estrutural, de rede hoteleira, em creches, escolas, pois de fato será um polo de atração para quem busca o desenvolvimento", explica.

Segundo o prefeito de Guaramirim Luis Antonio Chiodini (PP), a obra fará com que a cidade dê um salto em termos de desenvolvimento econômico. Hoje figurando entre as 20 economias catarinenses, é possível que o salto seja grande em uma única década.

“Nós já somos a 16ª economia do Estado. Com certeza, nos próximos 10 anos, estaremos entre as 5 economias de Santa Catarina”, destaca o prefeito.

Foto: Fábio Junkes/OCP News

O projeto é um dos exemplos do sucesso do modelo em parceria público-privada em Santa Catarina. Ainda segundo prefeito Chiodini, a presença de ambos os segmentos foi fundamental para realizar o tão aguardado Complexo Multimodal.

“[O projeto] só saiu do papel porque houve uma parceria entre instituição privada e instituição pública. Como o poder público deu as condições burocráticas e físicas, o setor privado deu os investimentos necessários para que essa obra acontecesse.”

Mais importante que o crescimento local, num cenário de desenvolvimento socioeconômico pleno, é a integração entre municípios e economias. Para isso, houve forte parceria entre Guaramirim e Joinville, e os reflexos poderão ser sentidos não apenas nas duas cidades nem ao menos no Norte catarinense, mas em toda Santa Catarina.

“É importante não só para Guaramirim como para toda a região, até para toda Santa Catarina. Com a parceria fechada junto a Joinville, serão mais de 40 milhões de metros quadrados. Nós seremos o maior complexo multimodal no Brasil. Então traremos milhares de empregos, milhares de pessoas, o que gera renda, assim como temos diversas empresas que já acenam para se instalar nessa região. Para o Estado de Santa Catarina, isso significa um incremento de arrecadação gigantesco. Esse investimento com certeza em muito pouco tempo já terá sido pago”, diz o prefeito Luís Chiodini.

Estima-se que a licitação ocorra em julho, com um prazo de oito meses com quatro aditivos para que a pavimentação seja concluída. Nos bastidores, empresas de grande porte já sinalizam vontade de adquirir terrenos no local, com perspectiva de construção de galpões que ultrapassam os 30 mil m².

Recursos para a saúde e infraestrutura

Também nesta quinta-feira (23) o Governo do Estado confirmou o repasse de R$ 15,7 milhões em transferências especiais para a prefeitura de Guaramirim. Os recursos serão usados para a pavimentação de importantes vias da cidade, entre elas a Rua Flor de Maracujá, a Rua São Paulo, a Rua Santa Paulina, a ampliação da Ponte do Agricultor e a Rua 397, na área industrial. Parte do dinheiro também será usada na educação municipal, com a reforma de escolas. “Sem a parceria com o Governo do Estado, seria impossível tirar essas obras do papel”, enaltece o prefeito Chiodini.

O Hospital Santo Antônio, também em Guaramirim, recebeu R$ 150 mil para a compra de equipamentos e insumos. O evento foi acompanhado pelo o chefe da Casa Civil, Juliano Chiodelli, pelos deputados estaduais Onir Mocellin e Vicente Caropreso, além de prefeitos da região e autoridades locais.

BR-280 e SC-108

Na ocasião da passagem por Guaramirim, o secretário de Infraestrutura e Mobilidade Thiago Vieira, comentou sobre as rodovias SC-108 e do trecho estadualizado da BR-280 entre Guaramirim e Jaraguá do Sul.

A duplicação da SC-108 é uma demanda crescente, visto que a rodovia sofre com o desgaste do tempo. De acordo com o secretário, o processo de licitação está empacado.

“Vencemos a etapa do projeto e lançamos a primeira licitação. Aqui cabe um esclarecimento: não tivemos a licitação frustrada. Tivemos uma suspensão por parte do Tribunal de Contas, que pediu que fizéssemos ajustes de preço dentro do orçamento, algo que está sendo finalizado e, até semana que vem, publicaremos o novo edital de Massaranduba-Guaramirim”, afirma.

Foto: Fábio Junkes/OCP News

Enquanto o processo não sai, medidas paliativas são estudadas para dar melhores condições ao tráfego na região.

Já a BR-280 passa por uma situação mais delicada. Ainda segundo Vieira, é um projeto antigo e que necessita de muitos ajustes. O foco do Estado, no momento, é em “humanizar” a malha rodoviária que atravessa os municípios.

“A [BR-]208 é uma demanda de 30 anos. O antigo projeto data de 2014, e precisávamos melhorá-lo. Precisamos, também, fazer mais 4 quilômetros de marginais para Guaramirim. O Governo entende que temos que ‘humanizar’ essas rodovias que cortam cidades, com iluminação, passeios, ciclovias e ciclo faixas. Estamos na fase final de licitação para que possamos ter a iluminação da BR-280. Já tem empresa definida, mas estamos na etapa de recurso e contrarrazões. Significa dizer que em julho nós teremos serviços relacionado à iluminação da rodovia”, completa.