Nos últimos dias, a notícia de que o salário do governador Carlos Moisés tinha ultrapassado os R$ 80 mil, no mês de novembro, causou polêmica nas redes sociais. Nesta terça-feira, 24, a Secretaria Executiva de Comunicação do governo do Estado, se pronunciou, por meio de nota quanto à repercussão.

Conforme a Secretaria, os valores dos vencimentos do governador que constam no Portal da Transparência referentes a novembro, pagos em dezembro, correspondem à soma da remuneração mais o 13º salário. A primeira parcela já havia sido paga em agosto.

“Além disso, os números demonstrados são valores brutos, sem descontos dos encargos. Somando as deduções em folha há um abatimento no valor total de quase R$ 50 mil dos vencimentos recebidos, incluindo pagamento do Iprev (Imposto de Renda e contribuição com a previdência)”, diz um trecho da nota.

O governo reforça, ainda, que a acumulação do salário de aposentadoria com o cargo eletivo é prevista pela Constituição Federal. Carlos Moisés recebe o salário de governador e o de Bombeiro Militar de Santa Catarina, corporação em que atuou por mais de 30 anos e aposentou-se como coronel.

Com informações do Portal Nd+