Dois auditores internos de carreira serão os novos titulares da Controladoria-Geral do Estado (CGE). Cristiano Socas da Silva será o novo controlador-geral e Marisa Zikan da Silva a adjunta do órgão.

 

 

Cristiano substitui Luiz Felipe Ferreira, que pediu exoneração após o desgaste da operação que resultou na compra de 200 respiradores por R$ 33 milhões, pagos antecipadamente e sem que os equipamentos tivessem chegado ao estado.

A desastrada operação resultou na CPI da Alesc, que havia pedido a saída de Ferreira por conta da fragilidade da CGE no processo.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp