A nova modalidade de transporte é um dos objetivos de gestão do governador Carlos Moisés | Foto Mauricio Vieira/Secom
A nova modalidade de transporte é um dos objetivos de gestão do governador Carlos Moisés | Foto Mauricio Vieira/Secom

O Governo de Santa Catarina publicou nesta quarta-feira (10) no Diário Oficial do Estado o edital para contratação de empresa que irá prestar o serviço de deslocamento de servidores catarinenses na região da Grande Florianópolis.

A exemplo de outros estados que já adotaram este modelo de transporte por meio de aplicativo, a economia gerada com manutenção veicular, depreciação da frota, aluguel de veículos, custos operacionais e de mão de obra deve chegar a R$ 5 milhões em 12 meses, cerca de 40% dos gastos atuais.

A nova modalidade de transporte é um dos objetivos de gestão do governador Carlos Moisés, por se tratar de uma forma mais transparente e menos onerosa de realizar o deslocamento dos servidores por necessidade das atividades funcionais.

Para o Governador Carlos Moisés, medida é uma forma mais transparente e menos onerosa | Foto Mauricio Vieira/Secom

"A melhoria na entrega dos serviços aos cidadãos passa também pela eficiência de gestão do próprio Estado. Por isso, buscamos ações que resultem em mais transparência, menos burocracia e mais efetividade da máquina pública", afirma o governador Carlos Moisés.

De acordo com o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, o Estado passará a pagar o serviço de transporte por quilômetros rodados. Ele explica que o edital foi precedido de um rigoroso estudo da equipe da diretoria de Patrimônio da Secretaria da Administração.

Secretário Jorge Eduardo Tasca explica que o Estado passará a pagar o serviço de transporte por quilômetros rodados | Foto Mauricio Vieira/Secom

"Buscamos nos modelos que já deram certo o melhor para ser adaptado à realidade catarinense. O servidor que precisará se deslocar por motivo de serviço, acionará o transporte e o roteiro será previamente conhecido pela empresa. No final da corrida, será computada a distância percorrida e o pagamento será efetuado posteriormente pelo Estado", explica o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca

Tasca também afirma que o processo de licitação prevê a contratação da empresa que tiver a melhor proposta. A ideia é que o acionamento seja feito por meio de um aplicativo, semelhante ao que ja vem sendo aplicado por empresas no mercado atualmente, explicou.

O pregão eletrônico está marcado para o dia 30 de julho | Foto Mauricio Vieira/Secom

O pregão eletrônico está marcado para o dia 30 de julho. Inicialmente, o novo modelo de transporte passará a funcionar para deslocamentos dentro da Grande Florianópolis. Mas a previsão é estender para todo o Estado já a partir do próximo ano.

 

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?