Após cinco horas de debates foi selado um acordo na audiência pública realizada nesta terça-feira (17), no Senado, em Brasília, convocada pelo presidente da Comissão de Infraestrutura, senador Dario Berger (MDB), com reforço do senador Esperidião Amin (PP). “Foi a mais longa audiência que presidi e a mais produtiva”, disse Berger.

Para garantir o encerramento em menor prazo possível das obras nas BRs 470, 280 e 163, o governador Carlos Moisés (sem partido) ofereceu ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, o aporte de mais R$ 100 milhões para a BR-470. Somados aos R$ 200 milhões já garantidos, a rodovia que está em duplicação entre Indaial e Navegantes, terá acelerados os lotes 1 e 2 (Gaspar-Navegantes), com entrega prevista para junho de 2022; e até o final de 2022, os lotes 3 e 4 (Gaspar-Indaial), que receberão os R$ 100 milhões a mais.

 

 

Com o acordo, DNIT usará os R$ 100 milhões na BR-163 (Oeste de SC) e R$ 50 milhões na BR-280 (Jaraguá do Sul). “Esperamos que com mais estes recursos essa obras da 470, que nunca deveria ter sido politizada, tenha a sua continuidade garantida”, reforçou Carlos Moisés.

A audiência pública contou ainda com as presenças do presidente da Alesc, Mauro de Nadal (MDB); além de deputados federais, estaduais, prefeitos e outras autoridades. Além do acerto, o encontrou avançou sobre a construção de terceiras faixas na BR-282, entre Lages e Florianópolis. O ministro prometeu recursos para elaboração de projeto e o início este ano.