Carlos Moisés falou rapidamente aos jornalistas antes da posse | Foto Julio Cavalheiro/Secom

Carlos Moisés falou rapidamente aos jornalistas antes da posse | Foto Julio Cavalheiro/Secom

O governador de Santa Catarina Carlos Moisés da Silva (PSL) tem uma agenda cheia logo no seu primeiro dia de trabalho. Nesta quarta-feira (02) pela manhã ele dará posse a todo o seu secretariado e no início da tarde vai apresentar as linhas de sua gestão, em entrevista coletiva marcada para o Centro Administrativo.

Desde a campanha, Moisés tem se destacado muito mais em apresentar suas ações via redes sociais (facebook, sobretudo) do que em entrevistas coletivas. Esta será o segundo contato com os jornalistas.

Na posse, nesta terça-feira (01) ele respondeu a poucas perguntas, antes da sessão solene realizada na Assembleia Legislativa, quando destacou os investimentos de infraestrutura e o rígido controle dos gastos públicos como suas prioridades.

Para colocar em práticas suas propostas, Moises promoveu uma reforma administrativa e escolheu seus principais assessores. secretários.

Confira quem é quem no governo Moisés:

 

Paulo Eli (Fazenda) – Funcionário de carreira, com 34 anos na pasta. Foi o secretário durante o governo Eduardo Pinho Moreira.

 

Jorge Eduardo Tasca (Administração) – Tenente-coronel da PM. Tem doutorado em Engenharia de Produção na UFSC e especialização em Segurança Pública pela Unisul.

 

Helton Zeferino (Saúde) – Tenente-Coronel do Corpo de Bombeiros de SC, formado em Medicina pela UFSC e especialização em Segurança Pública pela Unisul.

 

Leandro Lima (Administração Prisional e Socioeducativa) – Agente prisional de carreia, foi secretário de Justiça e Cidadania de Pinho Moreira. Foi diretor do Departamento de Administração Penitenciária).

 

Lucas Esmeraldino (Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo) – Ex-vereador de Tubarão e terceiro colocado na disputa para o Senado. É da cota política do PSL.

 

Maria Elisa de Castro (Desenvolvimento Social) – Tem histórico de atuação na gestão pública, tendo passado pelas secretarias de Justiça e Cidadania; Segurança Pública e Assistência Social.

 

Ricardo de Gouvêa (Agricultura e Pesca) – É ligado ao agronegócio e foi fundador e conselheiro do Instituto Catarinense de Sanidade Agropecuária.

 

Carlos Hassler (Infraestrutura e Mobilidade) – Coronel do Exército, foi responsável por várias obras em SC. Sua pasta será prioridade no governo Moisés.

 

Natalino Uggioni (Educação) – Graduado em Ciências pela Unisul com mestrado em Engenharia de Produção pela UFSC, esteve a frente do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), ligado à Fiesc.

 

Douglas Borba (Casa Civil) – Advogado, foi secretário de Cultura, Esporte, Turismo e Lazer de Biguaçu. A Casa Civil abrigará a Casa Militar, a Comunicação e a Articulação Nacional.

 

Araújo Gomes (Segurança Pública) – A pasta será comandada por um colegiado formado pelo Comandante da PMSC, Delegado Geral da Polícia Civil; Comandante do Corpo de Bombeiros e Diretor do Instituto Geral de Perícias. Neste primeiro ano, Araújo Gomes, da PMSC, será responsável pela pasta. Em 2020 assumirá o Delegado-Geral Paulo Koerich. Em 2021 assumirá o responsável pelos Bombeiros e em 2022, o do IGP.

 

Luiz Felipe Ferreira (Controladoria Geral do Estado) - Professor da UFSC, foi o principal responsável pela equipe de transição e pela formatação do novo modelo administrativo.

 

 

 

 

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?