O Governador Carlos Moisés (PSL) da Silva e os deputados estaduais puderam ver na tarde desta terça-feira (4) o tamanho do desafio que terão pela frente em 2020. A reforma da previdência estadual será, sem dúvida, o grande obstáculo a ser superado tanto pelo Poder Executivo quanto Legislativo durante o ano.

A reação nas galerias da Assembleia Legislativa deu a dimensão do tamanho da insatisfação dos servidores sobre o tema. A previdência estadual acumula, anualmente, um déficit de R$ 4 bilhões nas contas públicas.

Servidores protestaram contra a reforma da previdência | Foto Agência AL

Mensagem anual

Carlos Moisés foi ao Palácio Barriga Verde ler a Mensagem Anual do Governador, rito que abre os trabalhos dos deputados no ano legislativo. Usou um discurso protolocar e destacou a relação entre os poderes em 2019.

“Convido este Parlamento a construirmos juntos uma Santa Catarina ainda melhor. A fazermos entregas que a sociedade nos exige, sempre mantendo o relacionamento saudável e independente”, disse Moisés.

A reação das galerias se fez notar quando o Presidente da Casa, Deputado Julio Garcia (PSD), começou a falar.

“A reforma da previdência aportou nesta Casa ao apagar das luzes de 2019. A Assembleia, através de seus deputados, decidiu que a reforma não tramitaria em curto prazo. Decidimos iniciar esta tarefa neste mês em respeitos aos servidores. É aqui que vamos discutir a reforma e os projetos. Vamos decidir com bom senso aquilo que for melhor para Santa Catarina”, falou Garcia, sob vaias dos servidores, que mostram faixas e cartazes contra a reforma.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Facebook Messenger