Foto OCP News
Foto OCP News

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), chegou em Joinville neste sábado (21) para apoiar a campanha do candidato a prefeito Adriano Silva (Novo), que concorre ao segundo turno contra Darci de Matos (PSD).

Zema foi o primeiro governador a se eleger no Brasil pelo partido Novo. Durante encontro com a imprensa, ele destacou o crescimento do partido nas últimas eleições municipais, que conseguiu eleger 29 vereadores.

"O Novo é um partido de propostas, que veio para mostrar que o setor público pode fazer muito mais pelo cidadão. Em Minas estamos caminhando nesse sentido da transparência e de muito trabalho. É apenas uma questão de tempo para o partido ficar mais conhecido e ter mais pessoas competentes governando em prol do desenvolvimento do nosso país", aponta.

Foto OCP News

Para Adriano, o governador de Minas Gerais está sendo um exemplo de liderança. O candidato destaca que Zema veio de forma voluntária para Joinville.

Ao assumir o governo do estado, Zema contratou pessoas para todas as secretarias e cargos comissionados por processo de recrutamento e seleção, ideia que será replicada em Joinville caso Adriano Silva seja eleito no segundo turno.

Zema fica na cidade até domingo (22) participando de atividades da campanha eleitoral, como carreata, eventos do partido e atendimento à imprensa. Ele também deve fazer uma visita no Corpo de Bombeiros Voluntários do município.

Despontando nas pesquisas

Segundo informações da NSC, Adriano Silva tem ampla liderança nas intenções de voto para o segundo turno das eleições municipais em Joinville.

As informações tomam com base um levantamento do Instituto Paraná de Pesquisas, contratado pela rede de comunicação.

Segundo o estudo, o candidato do Novo conta com 54,8% das intenções de voto, contra 29,7% de Darci de Matos (PSD).

SIlva tem chance considerável de se tornar o único prefeito do NOVO no país.

A pesquisa foi realizada com 640 eleitores entre 20 e 22 de novembro, por telefone, devido à pandemia de coronavírus. A margem de erro máxima estimada é de quatro pontos percentuais, para mais ou para menos.

O índice de confiança é de 95%: é a probabilidade de os resultados retratarem o atual momento eleitoral.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp