O Fundo de Prestações Alternativas, do Judiciário, vai beneficiar 14 órgãos de Jaraguá do Sul e região com recursos para seus projetos, sejam estes de reformas ou compras de equipamentos. O juiz Samuel Andreis, da 2ª Vara Criminal de Jaraguá do Sul, assinou a liberação de R$ 335,9 mil na semana passada.

Andreis explica que o valor do fundo vem das penas pecuniárias, aquelas em que se pune pessoas por crimes de menor potencial ofensivo com o pagamento em dinheiro.

Com esse dinheiro que entra no Judiciário, o Fórum abre um edital para distribuir o valor, principalmente para entidades voltadas à segurança pública e educação."Os próprios crimes cometidos na Comarca de Jaraguá do Sul revertem em projetos que beneficiam a sociedade", afirma Samuel Andreis.

Reformar e adequar a biblioteca era um sonho antigo dos funcionários e alunos da Escola Municipal de Educação Básica Alberto Bauer, no bairro Czerniewicz, e graças ao Fundo, vai se concretizar. A diretora da unidade Carla Grutzmacher ressalta que não estava conseguindo recursos para essa reforma.

"O valor vai nos ajudar na questão de acessibilidade para a biblioteca. Vai ter um espaço diferenciado para que os alunos possam usufruir melhor do momento da leitura", destaca.

Utilizar a tecnologia como um ambiente propício para a educação é um dos propósitos da Escola de Educação Básica Julius Karsten. Desde 2016, a instituição conta com o Projeto JK Digital, onde conseguiu a instalação de wi-fi para toda a escola, mas segundo a diretora Margarete Menestrina Luzzani, era necessário mais computadores.

Por meio do Fundo de Prestações Alternativas, a escola ganhou 40 chromebooks para implantar um laboratório móvel. O valor destinado a Julius Karsten foi o maior entre todos os órgãos beneficiados: R$ 53,9 mil.

"Estamos muito contentes e não vamos parar por aqui. A nossa intenção é que todos os alunos se beneficiem com o laboratório móvel", destaca Margarete.

A orientadora pedagógica da unidade Mislene Pickcius, afirma que o laboratório móvel vem para proporcionar novos caminhos para a aprendizagem, conectando os alunos e professores ao mundo digital e abrindo um leque de oportunidades.

"Com os notebooks, os estudantes desenvolvem competências e habilidades como autonomia, autoconfiança, autoestima, entre outros que facilitarão a aprendizagem integral", destaca.

 

Confira os beneficiados com os recursos:

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger