Duas multas aplicadas pela Fatma em 2008 e 2011 estão sendo apontadas como o principal motivo para a falta de repasses que paralisou as obras da ponte do Bananal, em Guaramirim. Segundo informações do prefeito da cidade, Lauro Fröhlich, a Prefeitura recebeu em novembro do ano passado uma notificação sobre as pendências e teve o repasse de verbas bloqueado até que a situação seja resolvida. “A Fatma não soube nos informar o motivo das multas, geradas na gestão anterior, e não podemos quitar o valor enquanto as informações não forem fornecidas para justificar esse pagamento”, destaca o prefeito. A novela da ponte do Bananal teve início em julho do ano passado, com a assinatura da ordem de serviço, e se agravou em novembro, quando a obra precisou ser interrompida pela falta de repasses. De acordo com Fröhlich, as multas somam cerca de R$ 40 mil e, se o processo correr bem, devem ser pagas até o início de fevereiro. “O que falta é esta questão da Fatma, que precisa identificar a origem das multas. Darei prioridade a isso, se for possível irei a Florianópolis para agilizar a questão”, compromete-se. “A pergunta que fica no ar é: por que isso apareceu justamente neste momento, quando a obra estaria sendo realizada? Infelizmente não há resposta. O que sabemos é que existem pessoas da oposição contra esta obra e que criam dificuldades desde que a ideia surgiu”, alfineta. O secretário de Planejamento e Desenvolvimento Urbano de Guaramirim, Iran Wedi Siqueira, garantiu que os recursos necessários para a construção da ponte já foram assegurados e que apesar dos problemas financeiros a Prefeitura tem tido o cuidado de manter os pagamentos em dia. “Já tomamos todas as medidas. Por que estas multas arquivadas estão sendo executadas só agora não sabemos, mas iremos apurar se a cobrança é indevida e verificar internamente o que causou o problema”, afirma o secretário. No total, a obra irá custar R$ 3.864.933,41, sendo que R$ 2.7 milhões serão repassados pelo Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) e o restante será a contrapartida da Prefeitura. A estrutura terá 110 metros de comprimento e 12 metros de largura, com duas pistas com 3,9 metros cada e duas passarelas com 1,5 metros cada, além de defensa metálica e guarda-corpo.